Vigilante da Natureza foi resgatado nas Desertas pelo SANAS

O capitão do Porto do Funchal comandou, esta tarde, uma operação de resgate de um Vigilante da Natureza, que ficou confinado a um local rochoso devido à subida do mar. Na operação foi necessário usar algumas cordas para resgatar o Vigilante...

Vigilante da Natureza foi resgatado nas Desertas pelo SANAS
O capitão do Porto do Funchal comandou, esta tarde, uma operação de resgate de um Vigilante da Natureza, que ficou confinado a um local rochoso devido à subida do mar. Na operação foi necessário usar algumas cordas para resgatar o Vigilante da Natureza, confirmou ao JM o Capitão do Porto do Funchal, José Luís Cardoso, e Manuel Filipe, presidente do Instituto de Florestas e Conservação da Natureza. O SANAS foi acionado esta tarde para resgatar um Vigilante da Natureza nas Desertas que, entretanto, ficou preso numa área rochosa da Ilha e não conseguia sair de lá pelos seus próprios meios. Com a subida do mar, o trabalhador não conseguia chegar ao barco do Instituto das Florestas e da Conservação da Natureza (IFCN) em segurança, pelo que foi necessário realizar uma operação de resgate para que o homem voltasse à doca, onde já está. Não teve qualquer ferimento e a operação comandada pelo capitão do Porto do Funchal decorreu com rapidez e sucesso. Manuel Filipe, presidente do IFCN, confirmou a operação e referiu que “o trabalhador está bem e não tem ferimentos”. Refere que foi necessário garantir a segurança do Vigilante da Natureza e, por isso, foram acionados todos os meios necessários para garantir o sem bem-estar.