USAM alerta para a “inexistência de cobertura legal” para trabalhadores do privado que tenham de ficar com os filhos

A USAM (União dos Sindicatos da Madeira) alertou para a “inexistência de cobertura legal” dos trabalhadores  do privado que tenham de ficar em casa com os filhos devido ao encerramento das escolas.  “É certo que a mesma é justa, devido aos problemas que agora se colocam aos trabalhadores que tenham filhos em idade escolar, mas, revestir-se-ia de total irresponsabilidade o ignorar dos limites colocados pela nossa legislação laboral”, lê-se num comunicado da USAM. Dado a situação, a USAM “alerta os trabalhadores para os perigos que resultarão do acatamento dessas afirmações e exige uma rápida clarificação quanto ao quadro legal em que se deverão mover no presente momento”.  

USAM alerta para a “inexistência de cobertura legal” para trabalhadores do privado que tenham de ficar com os filhos
A USAM (União dos Sindicatos da Madeira) alertou para a “inexistência de cobertura legal” dos trabalhadores  do privado que tenham de ficar em casa com os filhos devido ao encerramento das escolas.  “É certo que a mesma é justa, devido aos problemas que agora se colocam aos trabalhadores que tenham filhos em idade escolar, mas, revestir-se-ia de total irresponsabilidade o ignorar dos limites colocados pela nossa legislação laboral”, lê-se num comunicado da USAM. Dado a situação, a USAM “alerta os trabalhadores para os perigos que resultarão do acatamento dessas afirmações e exige uma rápida clarificação quanto ao quadro legal em que se deverão mover no presente momento”.