Tribunal​ rejeita recurso de Berardo e dá razão à CGD no arresto de imóveis de luxo

O Tribunal da Relação de Lisboa deu razão à Caixa Geral de Depósitos (CGD) no arresto de dois imóveis de luxo de Joe Berardo, avaliados em cerca de quatro milhões de euros, rejeitando assim o recurso apresentado pelo empresário madeirense....

Tribunal​ rejeita recurso de Berardo e dá razão à CGD no arresto de imóveis de luxo
O Tribunal da Relação de Lisboa deu razão à Caixa Geral de Depósitos (CGD) no arresto de dois imóveis de luxo de Joe Berardo, avaliados em cerca de quatro milhões de euros, rejeitando assim o recurso apresentado pelo empresário madeirense. Recorde-se que Berardo tinha recorrido da decisão do Tribunal Central Cível, que decretou a execução de dois dos seus imóveis, um deles a sua residência em Lisboa. O arresto foi conhecido no final de junho do ano passado, por dívidas à CGD superiores a 300 milhões de euros, mas esta terça-feira, segundo a Renascença, o Tribunal da Relação de Lisboa rejeitou o recurso apresentado por Joe Berardo, mandando prosseguir a execução dos dois imóveis: um T5 na Avenida Infante Santo e uma mansão na Lapa, ambos em Lisboa.