Tartaruga marinha resgatada no Paul do Mar

Ontem, pelas 20h30, foi resgatada no Paul do Mar uma tartaruga marinha ‘Caretta Caretta’, envolvida em fios de pesca e anzóis.   Graças ao cidadão Ângelo da Conceição, guia de Montanha e colaborador da Rede SOS Vida Selvagem do Instituto das Florestas e Conservação da Natureza IP-RAM, conseguiu com muita persistência, retirar alguns anzóis presos nas barbatanas da tartaruga, ficando um alojado na garganta. De referir que esta tartaruga foi recolhida e entregue aos cuidados da Estação de Biologia Marinha, para tratamento. O IFCN reforça o apelo para o reporte de qualquer animal selvagem em dificuldades através dos números da Rede SOS Vida Selvagem Note-se que estas tartarugas pesam cerca de 20 gramas quando nascem, mas adultas podem ultrapassar os 200 quilos. São conhecidas por fazerem longas viagens através dos oceanos, realizando mergulhos que podem chegar aos cem metros de profundidade, mantendo-se submersas durante perto de 30 minutos.  

Tartaruga marinha resgatada no Paul do Mar
Ontem, pelas 20h30, foi resgatada no Paul do Mar uma tartaruga marinha ‘Caretta Caretta’, envolvida em fios de pesca e anzóis.   Graças ao cidadão Ângelo da Conceição, guia de Montanha e colaborador da Rede SOS Vida Selvagem do Instituto das Florestas e Conservação da Natureza IP-RAM, conseguiu com muita persistência, retirar alguns anzóis presos nas barbatanas da tartaruga, ficando um alojado na garganta. De referir que esta tartaruga foi recolhida e entregue aos cuidados da Estação de Biologia Marinha, para tratamento. O IFCN reforça o apelo para o reporte de qualquer animal selvagem em dificuldades através dos números da Rede SOS Vida Selvagem Note-se que estas tartarugas pesam cerca de 20 gramas quando nascem, mas adultas podem ultrapassar os 200 quilos. São conhecidas por fazerem longas viagens através dos oceanos, realizando mergulhos que podem chegar aos cem metros de profundidade, mantendo-se submersas durante perto de 30 minutos.