Sul-coreanos queixam-se de excesso de agressividade por parte do norte

A Coreia do Sul queixa-se de excesso de agressividade dos jogadores da Coreia do Norte no histórico duelo entre as duas seleções, em Pyongyang, a contar para o apuramento para o Campeonato do Mundo de 2022. O jogo foi realizado sem adeptos...

Sul-coreanos queixam-se de excesso de agressividade por parte do norte
A Coreia do Sul queixa-se de excesso de agressividade dos jogadores da Coreia do Norte no histórico duelo entre as duas seleções, em Pyongyang, a contar para o apuramento para o Campeonato do Mundo de 2022. O jogo foi realizado sem adeptos nas bancadas, sem transmissão televisiva e sem jornalistas estrangeiros nas bancadas. A Coreia do Sul, orientada pelo português Paulo Bento, contentou-se com um nulo. "O jogo foi como uma guerra", resumiu o vice-presidente da Federação Coreana de Futebol, Choi Young-il, secundado pelo capitão Son Heung-min: «O jogo foi muito agressivo, chegando ao ponto de eu achar que é um grande feito termos conseguido regressar em segurança e sem lesões.