Sondagem Intercampus/JM: PSD não comenta

O PSD opta por não comentar o resultado da sondagem encomendada pelo JM Madeira à Intercampus, que pode ler na edição de hoje. De acordo com esse estudo de opinião, e cujo trabalho de campo decorreu entre 2 e 16 de setembro, com entrevistas...

Sondagem Intercampus/JM: PSD não comenta
O PSD opta por não comentar o resultado da sondagem encomendada pelo JM Madeira à Intercampus, que pode ler na edição de hoje. De acordo com esse estudo de opinião, e cujo trabalho de campo decorreu entre 2 e 16 de setembro, com entrevistas a um universo de 1.503 cidadãos recenseados e residentes nesta Região Autónoma, se as Eleições Regionais 2019 se realizassem agora o PSD de Miguel Albuquerque (39%) levaria uma vantagem de 5 pontos percentuais em relação ao PS de Paulo Cafôfo (33,1%). Em função destes números, o número de deputados laranja desceria dos atuais 24 para 21, com os parlamentares PS a recuperarem dos desastrosos 5 de 2015 para 17, este ano. Nesta análise, o JM considera sobretudo os resultados com a projeção de voto se se realizassem eleições hoje, ou seja, anulando todos os indecisos. Para além da descida de 5,35% nas intenções de voto no PSD-M, com a perda de 3 deputados comparativamente ao resultado obtido na primeira eleição de Miguel Albuquerque em 2015, o estudo de opinião um grande tombo do JPP, já que dos atuais 5 deputados apenas manteria um. Neste estudo os ‘verdes’ obtêm apenas 3,4% das intenções de voto, contra os 10,28 em 2015. Em descida assinalável estará também o CDS de Rui Barreto e José Manuel Rodrigues, com a perda de 2 deputados. Em 2015, os centristas tinham obtido 13,71% dos votos, elegendo 5 parlamentares, e agora a intenção de voto no estudo da Intercampus passa para apenas 9,3% e a eleição de 5 deputados.