Sobe para 621 o número de passageiros infetados pelo coronavírus em cruzeiro no Japão

O número de passageiros infetados pelo novo coronavírus (Covid-19) que estão a bordo navio de cruzeiro Diamond Princess, em quarentena em Yokohama, no Japão, subiu para 621, anunciou hoje o Ministério da Saúde japonês. Os testes realizados...

Sobe para 621 o número de passageiros infetados pelo coronavírus em cruzeiro no Japão
O número de passageiros infetados pelo novo coronavírus (Covid-19) que estão a bordo navio de cruzeiro Diamond Princess, em quarentena em Yokohama, no Japão, subiu para 621, anunciou hoje o Ministério da Saúde japonês. Os testes realizados pelas autoridades de saúde japonesas nos passageiros do navio de cruzeiro revelaram hoje 79 novos casos de infeção pelo novo coronavírus. Este novo balanço foi divulgado no dia em que o primeiro grupo de passageiros deixou o navio, depois de 14 dias de quarentena e com resultado negativo do teste para o novo coronavírus. Pelas 11:00 (02:00 em Lisboa) saíram os primeiros passageiros do navio, que se encontra em quarentena desde 03 de fevereiro, depois de ter sido detetado pelo menos um caso de infeção com o Covid-19. Ao longo do dia, as autoridades preveem a saída de cerca de 500 passageiros, sempre e quando o resultado das análises realizadas seja negativo para o coronavírus. A operação de desembarque vai prolongar-se até sexta-feira. A bordo do Diamond Princess chegaram estar 3.711 pessoas, 2.666 passageiros, de meia centena de nacionalidades, e 1.045 tripulantes. Os infetados no Diamond Princess foram levados para centros médicos no Japão, enquanto dezenas que não estavam doentes foram repatriados pelos Governos dos seus países. Um homem de 70 anos infetado com o novo coronavírus morreu hoje em Hong Kong, anunciou a emissora pública RTHK, elevando-se a duas o número de vítimas mortais do Covid-19 na região administrativa especial chinesa. O coronavírus Covid-19, que apareceu no final de 2019, em Wuhan, capital da província chinesa de Hubei (centro) causou 2.004 mortos na China continental e mais de 74 mil infetados em todo o mundo. Fora da China continental, há a registar dois mortos em Hong Kong, um morto nas Filipinas, um no Japão, um em França e um em Taiwan.