Saiba quem poderá e como será possível circular na via pública

O Conselho de Ministros reunido hoje para decidir as medidas do estado de emergência, declarado ontem pelo Presidente da República e já em vigor, deverá anunciar que a circulação de pessoas na via pública ficará limitada a um conjunto de regras. Ao que sabe o JM, durante o período em que durar o estado de emergência, os cidadãos só podem circular na via pública para propósitos específicos. Assim, os cidadãos só pode estar na via pública para a aquisição de bens e serviços; desempenho de atividades profissionais que não possam ser realizadas a partir do domicílio pessoal em regime de teletrabalho; aquisição de suprimentos necessários e essenciais ao exercício da atividade profissional, quando esta esteja a ser exercida em regime de teletrabalho; deslocações por motivos de saúde, designadamente para efeitos de obtenção de cuidados de saúde e transporte de pessoas a quem devam ser administrados tais cuidados; e deslocações em casos de violência doméstica e para tratamento de animais. Os cidadãos vão ainda por circular para assistir a familiares vulneráveis, filhos, progenitores, idosos ou outros parentes e responsabilidades parentais. As deslocações a agências bancárias e de seguros também estão autorizidas, bem como para fazer atividade física (curta duraão) e passear os animais domésticos. As missões diplomáticas também estão autorizadas, assim como para o recolho ao domicílio pessoal. Por fim, são autorizadas as deslocações por parte de pessoas portadoras de livre-trânsito, emitido nos termos legais, no exercício das respetivas funções ou por causa delas.

Saiba quem poderá e como será possível circular na via pública
O Conselho de Ministros reunido hoje para decidir as medidas do estado de emergência, declarado ontem pelo Presidente da República e já em vigor, deverá anunciar que a circulação de pessoas na via pública ficará limitada a um conjunto de regras. Ao que sabe o JM, durante o período em que durar o estado de emergência, os cidadãos só podem circular na via pública para propósitos específicos. Assim, os cidadãos só pode estar na via pública para a aquisição de bens e serviços; desempenho de atividades profissionais que não possam ser realizadas a partir do domicílio pessoal em regime de teletrabalho; aquisição de suprimentos necessários e essenciais ao exercício da atividade profissional, quando esta esteja a ser exercida em regime de teletrabalho; deslocações por motivos de saúde, designadamente para efeitos de obtenção de cuidados de saúde e transporte de pessoas a quem devam ser administrados tais cuidados; e deslocações em casos de violência doméstica e para tratamento de animais. Os cidadãos vão ainda por circular para assistir a familiares vulneráveis, filhos, progenitores, idosos ou outros parentes e responsabilidades parentais. As deslocações a agências bancárias e de seguros também estão autorizidas, bem como para fazer atividade física (curta duraão) e passear os animais domésticos. As missões diplomáticas também estão autorizadas, assim como para o recolho ao domicílio pessoal. Por fim, são autorizadas as deslocações por parte de pessoas portadoras de livre-trânsito, emitido nos termos legais, no exercício das respetivas funções ou por causa delas.