Psicóloga do Marítimo dá dicas para tornar o negativo em positivo

A psicóloga do Marítimo, Mara Silva, reforçou hoje que o aceitar, consciencializar, focar e visualizar podem transformar pensamentos negativos em positivos, ajudando assim no momento de isolamento social provocado pela covid-19. Mara Silva realizou uma sessão em direto na página oficial de Facebook do clube madeirense, chamada ‘Como enfrentar a ansiedade’, na qual procurou explicar a origem dos pensamentos e como devemos reagir, com exemplos e exercícios que podem ser feitos diariamente para melhorar o bem estar das pessoas. “Não deixem a negatividade tomar conta dos pensamentos e tenham muito foco, fé e confiança que isto tudo vai passar e vamos tornar as nossas vidas melhores”, foi a mensagem deixada. Em relação à pandemia do coronavírus, que provocou o estado de emergência e a quarentena, Mara Silva considera “normal” a ansiedade, porque a rotina habitual é alterada, uma “novidade” para o cérebro, e as pessoas têm de se readaptar. “No início do ano, nunca pensaríamos que, de repente, a nossa vida iria mudar. [A covid-19] É um grande teste à nossa resiliência e à nossa personalidade. Estes sentimentos de receio, de desconforto e de ansiedade têm a função de nos proteger. Eles vêm do medo, que é uma emoção de sobrevivência. É importante sentirmos medo, mas não de forma exagerada”, salientou na ocasião.

Psicóloga do Marítimo dá dicas para tornar o negativo em positivo
A psicóloga do Marítimo, Mara Silva, reforçou hoje que o aceitar, consciencializar, focar e visualizar podem transformar pensamentos negativos em positivos, ajudando assim no momento de isolamento social provocado pela covid-19. Mara Silva realizou uma sessão em direto na página oficial de Facebook do clube madeirense, chamada ‘Como enfrentar a ansiedade’, na qual procurou explicar a origem dos pensamentos e como devemos reagir, com exemplos e exercícios que podem ser feitos diariamente para melhorar o bem estar das pessoas. “Não deixem a negatividade tomar conta dos pensamentos e tenham muito foco, fé e confiança que isto tudo vai passar e vamos tornar as nossas vidas melhores”, foi a mensagem deixada. Em relação à pandemia do coronavírus, que provocou o estado de emergência e a quarentena, Mara Silva considera “normal” a ansiedade, porque a rotina habitual é alterada, uma “novidade” para o cérebro, e as pessoas têm de se readaptar. “No início do ano, nunca pensaríamos que, de repente, a nossa vida iria mudar. [A covid-19] É um grande teste à nossa resiliência e à nossa personalidade. Estes sentimentos de receio, de desconforto e de ansiedade têm a função de nos proteger. Eles vêm do medo, que é uma emoção de sobrevivência. É importante sentirmos medo, mas não de forma exagerada”, salientou na ocasião.