PSD São Martinho defende Prémio ao Empresário Jovem

"Perante as dificuldades sentidas e entretanto agravadas ao nosso tecido empresarial, decorrentes da pandemia, o PSD entende que, mais do que nunca, deve ser reforçada a valorização dos empresários, neste caso da freguesia de São Martinho, nomeadamente os mais jovens que aqui desenvolvem os seus negócios e contribuem, com isso, para a necessária dinâmica social e económica local". É desta forma que os representantes do PSD São Martinho justificam o Voto de Recomendação que apresentam, nesta quarta-feira, em Assembleia de Freguesia, visando o reconhecimento público dos jovens empresários daquela localidade, através da criação do Prémio Empresário Jovem, destinado a candidatos com idades entre os 18 e os 40 anos. Um prémio anual e financeiro que, conforme explicam, "competiria à Junta local implementar, assumindo o seu papel de proximidade e de apoio à população e, neste caso, colocando em primeiro lugar as pessoas, conforme comumente refere". A par deste Voto de Recomendação, os social-democratas apresentam, a esta Assembleia de Freguesia, um Voto de Saudação, relacionado com a ampliação do Centro de Saúde Dr. Rui Adriano de Freitas, uma intervenção que o PSD considera "vital para São Martinho" e um Voto de Protesto quanto à conduta assumida pelo executivo da Câmara Municipal do Funchal durante a pandemia covid-19, ao qual não reconhecem "qualquer capacidade de resposta face aos problemas atuais que a pandemia agravou nem aos que já existiam e se arrastam no tempo, prejudicando, de forma inaceitável, milhares de cidadãos que mereciam outro respeito". Isto a par da inaceitável falta de solidariedade que tem existido, por parte da autarquia, relativamente a algumas freguesias das zonas altas. "O executivo municipal assume uma postura de não ouvir ou sequer validar as várias propostas que a vereação do PSD tem vindo a apresentar, consecutivamente, para melhorar as condições de vida das famílias que vivem no concelho mas, também, para apoiar os comerciantes e as pequenas e médias empresas", reforçam, acrescentando que este voto mais não visa do que denunciar uma gestão camarária "que apenas vive da imagem e não é sensível nem corresponde ao que realmente importa à população".

PSD São Martinho defende Prémio ao Empresário Jovem
"Perante as dificuldades sentidas e entretanto agravadas ao nosso tecido empresarial, decorrentes da pandemia, o PSD entende que, mais do que nunca, deve ser reforçada a valorização dos empresários, neste caso da freguesia de São Martinho, nomeadamente os mais jovens que aqui desenvolvem os seus negócios e contribuem, com isso, para a necessária dinâmica social e económica local". É desta forma que os representantes do PSD São Martinho justificam o Voto de Recomendação que apresentam, nesta quarta-feira, em Assembleia de Freguesia, visando o reconhecimento público dos jovens empresários daquela localidade, através da criação do Prémio Empresário Jovem, destinado a candidatos com idades entre os 18 e os 40 anos. Um prémio anual e financeiro que, conforme explicam, "competiria à Junta local implementar, assumindo o seu papel de proximidade e de apoio à população e, neste caso, colocando em primeiro lugar as pessoas, conforme comumente refere". A par deste Voto de Recomendação, os social-democratas apresentam, a esta Assembleia de Freguesia, um Voto de Saudação, relacionado com a ampliação do Centro de Saúde Dr. Rui Adriano de Freitas, uma intervenção que o PSD considera "vital para São Martinho" e um Voto de Protesto quanto à conduta assumida pelo executivo da Câmara Municipal do Funchal durante a pandemia covid-19, ao qual não reconhecem "qualquer capacidade de resposta face aos problemas atuais que a pandemia agravou nem aos que já existiam e se arrastam no tempo, prejudicando, de forma inaceitável, milhares de cidadãos que mereciam outro respeito". Isto a par da inaceitável falta de solidariedade que tem existido, por parte da autarquia, relativamente a algumas freguesias das zonas altas. "O executivo municipal assume uma postura de não ouvir ou sequer validar as várias propostas que a vereação do PSD tem vindo a apresentar, consecutivamente, para melhorar as condições de vida das famílias que vivem no concelho mas, também, para apoiar os comerciantes e as pequenas e médias empresas", reforçam, acrescentando que este voto mais não visa do que denunciar uma gestão camarária "que apenas vive da imagem e não é sensível nem corresponde ao que realmente importa à população".