PSD abandona sessão da Assembleia Municipal em Machico

A Câmara Municipal de Machico, liderada pelo Partido Socialista, aprovou recentemente a alteração ao Dia do Concelho e Ferido Municipal que passou do dia 9 de outubro para 8 de maio, dia em que o concelho foi fundado. Entretanto, no agendamento...

PSD abandona sessão da Assembleia Municipal em Machico
A Câmara Municipal de Machico, liderada pelo Partido Socialista, aprovou recentemente a alteração ao Dia do Concelho e Ferido Municipal que passou do dia 9 de outubro para 8 de maio, dia em que o concelho foi fundado. Entretanto, no agendamento da ordem de trabalhos da Assembleia Municipal de Machico de hoje, o PSD requereu a alteração de essa decisão tomada a pela autarquia, considerando que o feriado deveria continuar a ser assinalado a 9 de outubro, segundo relatou o líder da bancada do Partido Social Democrata, Emanuel Gomes, ao JM. Isto porque, justificou o deputado municipal, essa alteração suscitou uma “grande revolta” da parte da população e comerciantes, tendo motivado um abaixo-assinado que contou com 1.700 subscritores. Contudo, alega a mesma fonte, “de forma arbitrária e ilegal, o PS e o presidente da Assembleia recusaram-se a introduzir esse ponto da ordem de trabalhos”. Emanuel Gomes frisa que “uma vez que isso é contra o determinado na lei que rege as competências das autarquias” na qual é dito que “a iniciativa de fixação do Feriado Municipal pode ser da competência da Câmara, mas também por iniciativa dos membros da Assembleia”, o PSD decidiu abandonar a sessão, como forma de protesto. O PSD lamenta, por isso, “não estar presente na discussão e votação das outras matérias que estavam agendadas, inclusive o orçamento municipal para 2020, bem como a aprovação da unidade hoteleira no Forte de São João Batista”, conclui o representante.