Programa "Tempos de Hortifruticultura"decorre até 28 de fevereiro na Quinta Leonor

"Tempos de Hortifruticultura" é o nome da atividade de caráter agrícola e ambiental promovida anualmente, entre janeiro e fevereiro, pela Junta de Freguesia do Jardim da Serra, através do Centro de Desenvolvimento e Investigação da Quinta Leonor....

Programa "Tempos de Hortifruticultura"decorre até 28 de fevereiro na Quinta Leonor
"Tempos de Hortifruticultura" é o nome da atividade de caráter agrícola e ambiental promovida anualmente, entre janeiro e fevereiro, pela Junta de Freguesia do Jardim da Serra, através do Centro de Desenvolvimento e Investigação da Quinta Leonor. Este ano, a iniciativa começou a 27 de janeiro e prolongar-se-á até ao dia 28 do próximo mês de fevereiro. Durante um mês, uma equipa da Direção Regional de Agricultura (DRA) procederá à enxertia de árvores de fruto (cerejeiras, macieiras, pereiras ameixieiras e castanheiros), nos pomares dos agricultores. As atividades de informação e de demonstração foram programadas para os fins de semana do mês de fevereiro. Assim, no sábado, dia 1, entre as 10 e as 13 horas, na Quinta Leonor, será feita uma ação de demonstração de enxertia de cerejeiras, por Rafael Gouveia, técnico da DRA, destinada ao público em geral. No sábado seguinte, dia 8, entre as 10 e as 12:30 horas, na Quinta Leonor, Graça Aguiar, técnica da DRA, dinamizará uma ação teórico-prática sobre identificação de pragas em cerejeiras e tratamentos fitossanitários.  No sábado, dia 15, entre as 10 e as 13 horas, também na Quinta Leonor, Eduardo Martins, técnico da Certiplanet, orientará uma ação teórico-prática sobre produção de mel em permapicultura. As atividades de informação e de demonstração terminam na sexta feira, dia 21, pelas 19 horas, na Quinta Leonor, com a apresentação do projeto ProBiomadeira-BioPlatform, por parte da equipa do New Organic Planet. Estas ações destinam-se aos agricultores e a outras pessoas interessadas e são gratuitas. Os respetivos custos são suportados pela Junta de Freguesia, com o apoio da Direção Regional de Agricultura. A campanha Tempos de Hortifruticultura tem como objetivos principais a defesa da paisagem rural, a preservação e a propagação das variedades regionais de árvores de fruto, com especial destaque para a cerejeira.