PJ deteve um homem e duas mulheres pelos crimes de incêndio, homicídio qualificado e burla de seguros

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Braga, após aturadas diligências de investigação, deteve no dia de ontem 3 pessoas, um homem com 41 anos e duas mulheres com 24 e 27 anos de idade, sobre os quais recaem...

PJ deteve um homem e duas mulheres pelos crimes de incêndio, homicídio qualificado e burla de seguros
A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Braga, após aturadas diligências de investigação, deteve no dia de ontem 3 pessoas, um homem com 41 anos e duas mulheres com 24 e 27 anos de idade, sobre os quais recaem fortes suspeitas da prática de crimes de incêndio em edifício, homicídio qualificado na forma tentada e burla relativa a seguros qualificada, igualmente na forma tentada. O incêndio, de origem dolosa, ocorreu no Concelho de Arcos de Valdevez, durante a madrugada do dia 4 de janeiro de 2020, numa oficina de venda e reparação de motociclos situada no rés-do-chão de uma moradia. No piso superior residia como inquilino, um homem com 67 anos de idade. A investigação apurou que o incêndio foi determinado pela intenção de obter a indemnização de uma Seguradora, no seguimento de um plano previamente gizado pelos arguidos. Sublinhe-se que o incendio provocou a morte de um homem com 25 anos de idade, interveniente na deflagração com recurso a produto inflamável. Os detidos vão ser presente às autoridades judiciárias competentes, para primeiro interrogatório de arguido detido e aplicação de medidas de coação.