Pesar por Conceição Pereira na ALRAM

O plenário madeirense irá aprovar amanhã dois votos de pesar pelo recente falecimento de Conceição Pereira, apresentados por PS e JPP. Todos os partidos se associaram nos tributos pelo que haverá unanimidade nessa aprovação. Recorde-se que Conceição Pereira tem ‘todo’ um passado ligado à UDP e BE, força partidária que na atual legislatura não tem representação parlamentar. Conceição Pereira que, relembre-se, foi deputada na ALRAM, na legislatura que arrancou em 1992   Mar divide partidos Também será aprovado um outro voto, este de congratulação apresentado pelo CDS, tendo como objeto o ‘Dia Mundial dos Oceanos’, tendo, contudo, na sua intervenção Rafael Nunes (JPP) mostrado a sua discordância pelo seu teor aludindo ao que o Governo Regional não fará. Mafalda Gonçalves (PS) também deixou claro que o seu partido não concorda com a política de Mar seguida na Região, deixando ainda críticas à nova Direção Regional do Mar, que ainda “nada fez”. Ou seja, será aprovado, mas sem unanimidade.

Pesar por Conceição Pereira na ALRAM
O plenário madeirense irá aprovar amanhã dois votos de pesar pelo recente falecimento de Conceição Pereira, apresentados por PS e JPP. Todos os partidos se associaram nos tributos pelo que haverá unanimidade nessa aprovação. Recorde-se que Conceição Pereira tem ‘todo’ um passado ligado à UDP e BE, força partidária que na atual legislatura não tem representação parlamentar. Conceição Pereira que, relembre-se, foi deputada na ALRAM, na legislatura que arrancou em 1992   Mar divide partidos Também será aprovado um outro voto, este de congratulação apresentado pelo CDS, tendo como objeto o ‘Dia Mundial dos Oceanos’, tendo, contudo, na sua intervenção Rafael Nunes (JPP) mostrado a sua discordância pelo seu teor aludindo ao que o Governo Regional não fará. Mafalda Gonçalves (PS) também deixou claro que o seu partido não concorda com a política de Mar seguida na Região, deixando ainda críticas à nova Direção Regional do Mar, que ainda “nada fez”. Ou seja, será aprovado, mas sem unanimidade.