Paulo Neves quer redução das taxas aeroportuárias e radares

O deputado Paulo Neves defendeu, esta terça-feira, uma política mais competitiva, por parte da empresa, nos Aeroportos portugueses, por forma a conquistar mais companhias aéreas e mais passageiros, particularmente nesta fase em que a retoma económica nacional e, em concreto, da Região, em muito passará pelo turismo. O social-democrata, que falava no âmbito de uma audição ao presidente da ANA-Aeroportos, considerou que a competitividade que está diretamente associada à redução das taxas aeroportuárias, nomeadamente no Aeroporto Internacional da Madeira. “Não podemos incentivar a mobilidade e a acessibilidade ao nosso País e às nossas Regiões sem criarmos condições efetivas para tal e a redução destas Taxas é uma das várias soluções em que temos de apostar, desde já”, sublinhou. Paulo Neves também sensibilizou o presidente da ANA para a questão da compra dos radares para os testes no Aeroporto Internacional da Madeira, lamentando que este processo continue sem evolução. “É preciso sublinhar que está em causa a compra de material técnico necessário para que finalmente se faça a recolha de dados para uma análise pormenorizada à operacionalidade do Aeroporto da Madeira”, vincou, a este propósito, apelando a uma maior celeridade neste dossiê.  

Paulo Neves quer redução das taxas aeroportuárias e radares
O deputado Paulo Neves defendeu, esta terça-feira, uma política mais competitiva, por parte da empresa, nos Aeroportos portugueses, por forma a conquistar mais companhias aéreas e mais passageiros, particularmente nesta fase em que a retoma económica nacional e, em concreto, da Região, em muito passará pelo turismo. O social-democrata, que falava no âmbito de uma audição ao presidente da ANA-Aeroportos, considerou que a competitividade que está diretamente associada à redução das taxas aeroportuárias, nomeadamente no Aeroporto Internacional da Madeira. “Não podemos incentivar a mobilidade e a acessibilidade ao nosso País e às nossas Regiões sem criarmos condições efetivas para tal e a redução destas Taxas é uma das várias soluções em que temos de apostar, desde já”, sublinhou. Paulo Neves também sensibilizou o presidente da ANA para a questão da compra dos radares para os testes no Aeroporto Internacional da Madeira, lamentando que este processo continue sem evolução. “É preciso sublinhar que está em causa a compra de material técnico necessário para que finalmente se faça a recolha de dados para uma análise pormenorizada à operacionalidade do Aeroporto da Madeira”, vincou, a este propósito, apelando a uma maior celeridade neste dossiê.