Parlamento e Governo madeirenses reconhecem importância de reforçar SESARAM com psicólogos

O presidente da Assembleia Legislativa da Madeira (ALM) afirma ser testemunha do grande trabalho que os psicólogos têm prestado à população madeirense, destacando a sua intervenção crucial em acontecimentos como o 20 de Fevereiro de 2010, os...

Parlamento e Governo madeirenses reconhecem importância de reforçar SESARAM com psicólogos
O presidente da Assembleia Legislativa da Madeira (ALM) afirma ser testemunha do grande trabalho que os psicólogos têm prestado à população madeirense, destacando a sua intervenção crucial em acontecimentos como o 20 de Fevereiro de 2010, os incêndios de 2016 e o caso recente do autocarro que capotou no Caniço e que mantou dezenas de pessoas. José Manuel Rodrigues disse-o, esta manhã, numa conferência que está a decorrer no salão nobre da Assembleia Legislativa da Madeira. Reconhecendo o esforço do secretário regional da Saúde para que a Região responda, com a maior eficiência, às necessidades que vão surgindo, José Manuel Rodrigues disse que vivemos numa sociedade depressiva e sublinhou que um em cada cinco portugueses de depressão ou de ansiedade. Considerou que a porta de entrada no Serviço Regional de Saúde deve ser a dos cuidados de saúde primários e não a das urgências e defendeu a importância de cada vez mais psicólogos no nosso Serviço Regional de Saúde. Já o secretário regional da Saúde e Proteção Civil afirmou que já é tempo para se poder anunciar que a Unidade de Psicologia tem de partir para o patamar mais acima no novo regulamento do SESARAM, constituindo mais um serviço do Serviço Regional de Saúde. Pedro Ramos, que falava na sessão de abertura da conferência ‘A psicologia e o futuro dos cuidados de saúde primários’, que decorre hoje e manhã, no salão nobre da Assembleia Legislativa da Madeira, destacou que integram o SESARAM, 62 psicólogos, sendo 42 ao nível dos cuidados de saúde primários. O governante aproveitou a iniciativa organizada pela Ordem dos Psicólogos na Madeira, para referir que o Executivo quer mais psicólogos no Serviço Regional de Saúde. O secretário enunciou ainda diversos projetos que estão a ser realizados na área da Saúde, como é o programa de eliminação da hepatite C na Madeira até 2030.