PAN assume cansaço mas vai manter-se nas ruas "com convicção"

O cabeça de lista do PAN – Pessoas, Animais, Natureza às eleições legislativas na Madeira, João Freitas, assumiu hoje já algum cansaço, mas frisou que vai manter o seu trabalho pelas ruas da ilha “com convicção”. “Continuamos a fazer o nosso...

PAN assume cansaço mas vai manter-se nas ruas
O cabeça de lista do PAN – Pessoas, Animais, Natureza às eleições legislativas na Madeira, João Freitas, assumiu hoje já algum cansaço, mas frisou que vai manter o seu trabalho pelas ruas da ilha “com convicção”. “Continuamos a fazer o nosso trabalho até sexta-feira à meia-noite com convicção, abordando as pessoas, e continuamos ativistas, embora cansados”, disse à Lusa. O candidato falava num mercado de rua de produtos biológicos, onde esteve a trocar ideias com os produtores que ali vendiam frutas e legumes. João Freitas disse que estão “contentes, orgulhosos e a fazer tudo o que podem” até sexta-feira e que “aguardam o veredicto dos eleitores, que é soberano”. “E saberemos respeitar” o resultado, sublinhou. O cabeça de lista do PAN alertou para uma “situação ingrata” que ocorre nestas eleições, onde “há muito o voto útil” num dos dois partidos que disputam a liderança, o que “prejudica os partidos mais pequenos”. “Mas, até lá, as pessoas saberão discernir isso e acabarão por votar naqueles que acham que melhor defendem os seus interesses”, afirmou. O candidato disse ainda ter ficado “muito surpreendido” por perceber que, nas “zonas rurais o PAN ainda não era conhecido” e que as “pessoas nunca tinham ouvido falar no partido”. No geral, segundo João Freitas, as pessoas conhecem o PAN e são recetivas aos ideais do partido, “sobretudo no que respeita ao ambiente, à agricultura e à causa animal”.