Pais de Maddie McCann recebem carta das autoridades a confirmar que a menina está morta

A informação está a ser avançada pela imprensa inglesa. Kate e Gerry McCann, pais da menina de três anos que desapareceu em 2007 na Praia da Luz, Portugal, receberam uma carta das autoridades alemãs que confirmam que o alemão Christian Brueckner terá mesmo assassinado Madeleine.  De acordo com o Correio da Manhã, que cita informação avançada pela imprensa britânica, as autoridades alemãs têm uma prova da morte da menina, porém não vão revelar informações sobre a mesma nem com Kate e Gerry McCann nem com a polícia portuguesa e britânica para não prejudicar a investigação.  A Sky News confirmou também que os procuradores não revelaram as evidências que tinham para confirmar a morte da criança que desapareceu no Algarve, em 2007. Hans Christian Wolters, que está encarregue de coordenar a investigação ao suspeito alemão Christian Brueckner, afirma ter uma prova de que Brueckner matou Maddie e diz que não obteve resposta à carta por parte de Kate e Gerry.  "Não podemos dizer por que é que está morta, é mais importante sermos bem sucedidos e capazes de apanhar o culpado do que pormos as cartas na mesa e dizer por que achamos que ela pode estar", afirma.

Pais de Maddie McCann recebem carta das autoridades a confirmar que a menina está morta
A informação está a ser avançada pela imprensa inglesa. Kate e Gerry McCann, pais da menina de três anos que desapareceu em 2007 na Praia da Luz, Portugal, receberam uma carta das autoridades alemãs que confirmam que o alemão Christian Brueckner terá mesmo assassinado Madeleine.  De acordo com o Correio da Manhã, que cita informação avançada pela imprensa britânica, as autoridades alemãs têm uma prova da morte da menina, porém não vão revelar informações sobre a mesma nem com Kate e Gerry McCann nem com a polícia portuguesa e britânica para não prejudicar a investigação.  A Sky News confirmou também que os procuradores não revelaram as evidências que tinham para confirmar a morte da criança que desapareceu no Algarve, em 2007. Hans Christian Wolters, que está encarregue de coordenar a investigação ao suspeito alemão Christian Brueckner, afirma ter uma prova de que Brueckner matou Maddie e diz que não obteve resposta à carta por parte de Kate e Gerry.  "Não podemos dizer por que é que está morta, é mais importante sermos bem sucedidos e capazes de apanhar o culpado do que pormos as cartas na mesa e dizer por que achamos que ela pode estar", afirma.