Movimento incessante na zona de partidas do aeroporto

O movimento tem sido praticamente incessante na zona das partidas no Aeroporto da Madeira, na manhã desta sexta-feira. Sem grandes aglomerados de uma só vez, os passageiros vão chegando à gare em ritmo consistente, nas últimas horas.  Muitos turistas que se encontravam de férias na Região estão a regressar aos seus países de origem, sendo transportandos ao aeroporto em táxis e carrinhas. Também alguns autocarros e minibus, em menor número, e com menos passageiros, têm levado alguns turistas para a zona de partidas.  Está manhã aterraram no aeroporto da Madeira um avião da TAP, proveniente de Lisboa, um da Eurowings, da Alemanha, e dois outros que partiram de Londres, um da British Airways e outro da Jet2. Voos internacionais que trouxeram poucos passageiros para a Madeira, mas que recolheram vários turistas, que regressam para os países de origem.  Tal como referiu esta manhã o JM, no que toca à chegadas, a vigilância tem sido ainda mais apertada e quem não tiver residência na Região, será enviado para um local específico para cumprir a quarentena. Neste caso, segundo confirmou o Jornal junto de fonte oficial, os viajantes que chegarem no dia de hoje serão encaminhados para a Quinta do Lorde, no Caniçal.

Movimento incessante na zona de partidas do aeroporto
O movimento tem sido praticamente incessante na zona das partidas no Aeroporto da Madeira, na manhã desta sexta-feira. Sem grandes aglomerados de uma só vez, os passageiros vão chegando à gare em ritmo consistente, nas últimas horas.  Muitos turistas que se encontravam de férias na Região estão a regressar aos seus países de origem, sendo transportandos ao aeroporto em táxis e carrinhas. Também alguns autocarros e minibus, em menor número, e com menos passageiros, têm levado alguns turistas para a zona de partidas.  Está manhã aterraram no aeroporto da Madeira um avião da TAP, proveniente de Lisboa, um da Eurowings, da Alemanha, e dois outros que partiram de Londres, um da British Airways e outro da Jet2. Voos internacionais que trouxeram poucos passageiros para a Madeira, mas que recolheram vários turistas, que regressam para os países de origem.  Tal como referiu esta manhã o JM, no que toca à chegadas, a vigilância tem sido ainda mais apertada e quem não tiver residência na Região, será enviado para um local específico para cumprir a quarentena. Neste caso, segundo confirmou o Jornal junto de fonte oficial, os viajantes que chegarem no dia de hoje serão encaminhados para a Quinta do Lorde, no Caniçal.