Mike Tyson e Evander Holyfield deverão mesmo subir ao ringue

De acordo com o Correio da Manhã, os ex-pugilistas Mike Tyson e Evander Holyfield preparam o regresso ao ringue e o combate entre ambos poderá contribuir para uma boa causa. Refere a mesma fonte que Evander Holyfield, de 57 anos, e Mike Tyson, de 53 anos, estão a negociar um reencontro mas Tyson, que mordeu a orelha de Holyfield num combate que travaram em 1996, ainda não aceitou as condições impostas pelo antigo rival. "Não quero que ninguém decida se há ou não vencedor ou que se defina por KO. Deve ser uma exibição", afirmou Holyfield ao jornal ‘The Sun’. "Mike e eu falámos sobre o combate e os nossos agentes têm conversado. Ainda não chegámos a acordo, mas há pessoas importantes de diferentes países que querem que o façamos", explicou Holyfield, que avisa: "Não estou à espera de KO e não faço mais de três ‘rounds’ de três minutos. Vamos fazê-lo de forma adequada." Holyfield garante que vai estar em boa forma: "Não pensem que não vou ripostar a um golpe." Tyson vê com agrado a possibilidade de um frente a frente com Holyfield. "Seria genial para a caridade. Já me imaginam com ele de novo num ringue? Seria uma boa forma de ajudar muita gente", disse à TMZ.

Mike Tyson e Evander Holyfield deverão mesmo subir ao ringue
De acordo com o Correio da Manhã, os ex-pugilistas Mike Tyson e Evander Holyfield preparam o regresso ao ringue e o combate entre ambos poderá contribuir para uma boa causa. Refere a mesma fonte que Evander Holyfield, de 57 anos, e Mike Tyson, de 53 anos, estão a negociar um reencontro mas Tyson, que mordeu a orelha de Holyfield num combate que travaram em 1996, ainda não aceitou as condições impostas pelo antigo rival. "Não quero que ninguém decida se há ou não vencedor ou que se defina por KO. Deve ser uma exibição", afirmou Holyfield ao jornal ‘The Sun’. "Mike e eu falámos sobre o combate e os nossos agentes têm conversado. Ainda não chegámos a acordo, mas há pessoas importantes de diferentes países que querem que o façamos", explicou Holyfield, que avisa: "Não estou à espera de KO e não faço mais de três ‘rounds’ de três minutos. Vamos fazê-lo de forma adequada." Holyfield garante que vai estar em boa forma: "Não pensem que não vou ripostar a um golpe." Tyson vê com agrado a possibilidade de um frente a frente com Holyfield. "Seria genial para a caridade. Já me imaginam com ele de novo num ringue? Seria uma boa forma de ajudar muita gente", disse à TMZ.