Miguel Albuquerque preocupado com futuro da economia da Região

Miguel Albuquerque referiu hoje que a "situação está muito difícil do ponto de vista da nossa economia". O presidente do Governo Regional esteve presente na cerimónia de apresentação dos planos de recuperação e resiliência europeu e português, numa sessão que decorreu na Fundação Champalimaud, em Lisboa, e que contou com a presença de António Costa e de Ursula von der Leyen. Após a apresentação das linhas estratégicas, o chefe do Executivo regional realçou que o grande problema é saber quando é que estes planos serão aplicados e estarão no terreno. "O grande problema é o hiato entre a aprovação do fundo de recuperação e a sua aplicação prática", referiu Albuquerque. De acordo com as previsões, só em maio é que os fundos estão no terreno e até lá é necessário encontrar estratégias e soluções para fazer face a esta crise.

Miguel Albuquerque preocupado com futuro da economia da Região
Miguel Albuquerque referiu hoje que a "situação está muito difícil do ponto de vista da nossa economia". O presidente do Governo Regional esteve presente na cerimónia de apresentação dos planos de recuperação e resiliência europeu e português, numa sessão que decorreu na Fundação Champalimaud, em Lisboa, e que contou com a presença de António Costa e de Ursula von der Leyen. Após a apresentação das linhas estratégicas, o chefe do Executivo regional realçou que o grande problema é saber quando é que estes planos serão aplicados e estarão no terreno. "O grande problema é o hiato entre a aprovação do fundo de recuperação e a sua aplicação prática", referiu Albuquerque. De acordo com as previsões, só em maio é que os fundos estão no terreno e até lá é necessário encontrar estratégias e soluções para fazer face a esta crise.