Mais 630 mortes do que nascimentos nos primeiros nove meses do ano

Os dados preliminares da demografia de janeiro a setembro de 2019 mostram que a Região Autónoma da Madeira registou um saldo natural negativo de -630 indivíduos, resultante do número de nados vivos (1.404) inferior ao número de óbitos (2.034),...

Mais 630 mortes do que nascimentos nos primeiros nove meses do ano
Os dados preliminares da demografia de janeiro a setembro de 2019 mostram que a Região Autónoma da Madeira registou um saldo natural negativo de -630 indivíduos, resultante do número de nados vivos (1.404) inferior ao número de óbitos (2.034), informa a Direção Regional de Estatística. Segundo a mesma fonte, “comparativamente, no mesmo período de 2018, os números de nados vivos (1-443) e de óbitos (2.114) foram superiores, determinando um saldo natural igualmente negativo (-671 indivíduos) e de maior dimensão que o registado nos primeiros nove meses deste ano”.   Quatro óbitos com menos de um ano Acrescenta que “até ao final do 3.º trimestre de 2019, foram também averbados quatro óbitos com menos de 1 ano e três fetos mortos. Entre janeiro e setembro de 2018, o número de óbitos com menos de um ano foi idêntico, tendo-se registado cinco fetos mortos”.   Aumentam casamentos  Mais informa que no “período em referência, realizaram-se 729 casamentos, mais 20 que no período homólogo”.