Madeira sem novos casos mas três viajantes são suspeitos e estão confinados

A Madeira não registou qualquer novo caso por covid-19 nas últimas 24 horas. Mantêm-se assim os 95 casos confirmados, dos quais dois permanecem ativos e 93 já estão recuperados. A informação foi confirmada hoje durante a conferência de imprensa de balanço da semana do IASAÚDE onde participou o secretário regional da Saúde e a vice-presidente do IASAÚDE, Pedro Ramos e Bruna Gouveia, respetivamente. Neste encontro com os jornalistas por videoconferência foi também transmitida a informação de que o caso suspeito de ontem não se confirmou. Todavia, hoje surgiram mais três casos suspeitos de viajantes que chegaram à Madeira e que estão em estudo. Os três foram confinados em alojamento no Funchal. Ao fim da primeira semana de abertura do espaço internacional, Pedro Ramos advertiu, por outro lado, que “a pandemia ainda não acabou”, e que o desconfinamento permanece “inseguro”, face ao aumento de mortes e de novos casos no continente. “Temos de ter cuidado”, avisou. No início da conferência, o secretário regional da Saúde dirigiu ainda uma mensagem para os jovens e para os idosos. “Evitem os convívios”, disse para os mais novos, assumindo que o executivo gostaria de ter “outra flexibilidade”, mas o quadro atual ainda não o permite, apelando ainda à compreensão para o fecho dos estabelecimentos às 02h00. Neste momento em que a luta está entre o equilíbrio da abertura para salvar a economia e o controlo para não perder o domínio sobre a saúde, Pedro Ramos pede que os jovens “cumprem com as recomendações”. Aos idosos, o governante deixou uma palavra de solidariedade para quem está nos centros, e que esteve sujeito a medidas “muito restritivas mas adequadas” para salvar todas as vidas.

Madeira sem novos casos mas três viajantes são suspeitos e estão confinados
A Madeira não registou qualquer novo caso por covid-19 nas últimas 24 horas. Mantêm-se assim os 95 casos confirmados, dos quais dois permanecem ativos e 93 já estão recuperados. A informação foi confirmada hoje durante a conferência de imprensa de balanço da semana do IASAÚDE onde participou o secretário regional da Saúde e a vice-presidente do IASAÚDE, Pedro Ramos e Bruna Gouveia, respetivamente. Neste encontro com os jornalistas por videoconferência foi também transmitida a informação de que o caso suspeito de ontem não se confirmou. Todavia, hoje surgiram mais três casos suspeitos de viajantes que chegaram à Madeira e que estão em estudo. Os três foram confinados em alojamento no Funchal. Ao fim da primeira semana de abertura do espaço internacional, Pedro Ramos advertiu, por outro lado, que “a pandemia ainda não acabou”, e que o desconfinamento permanece “inseguro”, face ao aumento de mortes e de novos casos no continente. “Temos de ter cuidado”, avisou. No início da conferência, o secretário regional da Saúde dirigiu ainda uma mensagem para os jovens e para os idosos. “Evitem os convívios”, disse para os mais novos, assumindo que o executivo gostaria de ter “outra flexibilidade”, mas o quadro atual ainda não o permite, apelando ainda à compreensão para o fecho dos estabelecimentos às 02h00. Neste momento em que a luta está entre o equilíbrio da abertura para salvar a economia e o controlo para não perder o domínio sobre a saúde, Pedro Ramos pede que os jovens “cumprem com as recomendações”. Aos idosos, o governante deixou uma palavra de solidariedade para quem está nos centros, e que esteve sujeito a medidas “muito restritivas mas adequadas” para salvar todas as vidas.