Madeira produz 4.000 toneladas de uva em 2020

Miguel Albuquerque visitou na manhã desta quarta-feira uma exploração de viticultura, no Estreito de Câmara de Lobos. Trata-se de um espaço com 7.900 metros quadrados dedicados à produção de ‘Tinta Negra’, onde o presidente do Governo Regional garantiu que toda a produção será adquirida. Na ocasião, o presidente do Governo Regional referiu que o objetivo da visita é, acima de tudo “valorizar o trabalho destes produtores. A estimativa deste ano é produzir 4.000 toneladas de uva, que será toda adquirida pelas casas, por isso criamos um incentivo. Neste momento, é importante voltar a realçar o trabalho de cerca de 2.100 viticultores que continuam a trabalhar para que o nosso vinho, sobretudo o Vinho Madeira, continue a ser um dos produtos de excelência da Região”. “Este ano”, prosseguiu Albuquerque, “criamos os mecanismos de apoio através de uma linha de crédito para as casas de vinho, que são cerca de 18, adquirirem a totalidade das uvas aos viticultores e vamos apoiar, quer os juros, quer o subsídio no valor de cerca de 400 mil euros e o escoamento e toda a produção está assegurada”.

Madeira produz 4.000 toneladas de uva em 2020
Miguel Albuquerque visitou na manhã desta quarta-feira uma exploração de viticultura, no Estreito de Câmara de Lobos. Trata-se de um espaço com 7.900 metros quadrados dedicados à produção de ‘Tinta Negra’, onde o presidente do Governo Regional garantiu que toda a produção será adquirida. Na ocasião, o presidente do Governo Regional referiu que o objetivo da visita é, acima de tudo “valorizar o trabalho destes produtores. A estimativa deste ano é produzir 4.000 toneladas de uva, que será toda adquirida pelas casas, por isso criamos um incentivo. Neste momento, é importante voltar a realçar o trabalho de cerca de 2.100 viticultores que continuam a trabalhar para que o nosso vinho, sobretudo o Vinho Madeira, continue a ser um dos produtos de excelência da Região”. “Este ano”, prosseguiu Albuquerque, “criamos os mecanismos de apoio através de uma linha de crédito para as casas de vinho, que são cerca de 18, adquirirem a totalidade das uvas aos viticultores e vamos apoiar, quer os juros, quer o subsídio no valor de cerca de 400 mil euros e o escoamento e toda a produção está assegurada”.