Livre congratula-se com previsões mas está preocupado com extrema-direita na AR

O fundador do Livre Rui Tavares congratulou-se hoje com a possibilidade de o partido eleger deputados, mas manifestou-se preocupado com a hipótese de a extrema-direita chegar à Assembleia da República, apelando a um “exame de consciência”....

Livre congratula-se com previsões mas está preocupado com extrema-direita na AR
O fundador do Livre Rui Tavares congratulou-se hoje com a possibilidade de o partido eleger deputados, mas manifestou-se preocupado com a hipótese de a extrema-direita chegar à Assembleia da República, apelando a um “exame de consciência”. “O Livre não olha só para si, nem olha só para o umbigo. O Livre preocupa-se com esta possibilidade e acha que é necessário fazer um exame de consciência das elites institucionais, políticas e jornalísticas, se este cenário se vier a confirmar”, disse, referindo-se à possibilidade de o Chega eleger um deputado, conforme apontam previsões há pouco divulgadas pelas televisões. Na Fábrica Braço de Prata, em Lisboa, e visivelmente satisfeito com as previsões que apontam para a possibilidade de o Livre eleger um deputado e até mesmo dois, segundo um canal televisivo, Rui Tavares agradeceu a todos os que fizeram parte de uma campanha que contou com um orçamento de 10 mil euros. E porque “um partido faz-se por pessoas”, Rui Tavares recordou as que o partido perdeu no último ano: António Loja Neves, José Manuel Tengarrinha e Dolores de Matos. Para o presidente do Livre, o partido está “à beira de poder produzir um resultado histórico”.