Lançada caça ao homem na África do Sul após rapto de menino de 6 anos

As autoridades sul-africanas lançaram hoje uma caça ao homem após o rapto, ao início da manhã, de um menino de 6 anos a caminho da escola num subúrbio da Cidade do Cabo. “Seis suspeitos fugiram com a vítima e ainda não foram detidos”, disse a polícia local em comunicado, acrescentando que foi aberto um inquérito, considerado “sensível”. O menino, Shanawaaz Asghar, foi raptado à frente da sua casa em Kensington, um subúrbio do Cabo. “Dirigia-se com o seu pai, o seu irmão e a sua irmã para a viatura que estava no quintal defronte da casa quando foi sequestrado”, disse fonte policial, citada pela agência France-Presse. Até ao momento desconhece-se o motivo do rapto. A África do Sul tem uma das maiores taxas de criminalidade do mundo. Segundo as estatísticas da polícia, o número de sequestros mais do que duplicou no primeiro trimestre do ano face ao mesmo período do ano anterior.

Lançada caça ao homem na África do Sul após rapto de menino de 6 anos
As autoridades sul-africanas lançaram hoje uma caça ao homem após o rapto, ao início da manhã, de um menino de 6 anos a caminho da escola num subúrbio da Cidade do Cabo. “Seis suspeitos fugiram com a vítima e ainda não foram detidos”, disse a polícia local em comunicado, acrescentando que foi aberto um inquérito, considerado “sensível”. O menino, Shanawaaz Asghar, foi raptado à frente da sua casa em Kensington, um subúrbio do Cabo. “Dirigia-se com o seu pai, o seu irmão e a sua irmã para a viatura que estava no quintal defronte da casa quando foi sequestrado”, disse fonte policial, citada pela agência France-Presse. Até ao momento desconhece-se o motivo do rapto. A África do Sul tem uma das maiores taxas de criminalidade do mundo. Segundo as estatísticas da polícia, o número de sequestros mais do que duplicou no primeiro trimestre do ano face ao mesmo período do ano anterior.