Jovem que empurrou criança de museu em Londres condenado a 15 anos de prisão

O jovem britânico que empurrou uma criança de uma varanda do museu Tate Modern de Londres em agosto de 2019 foi hoje condenado a 15 anos de prisão por um tribunal londrino.  Em dezembro, durante o seu julgamento no tribunal criminal de Old Bailey, na capital do Reino Unido, Jonty Bravery (na foto), com 17 anos na altura do incidente, declarou-se culpado de empurrar a criança de seis anos do 10.º andar do museu. O incidente deu-se a 04 de agosto, quando o adolescente britânico empurrou a criança francesa, que se encontrava de visita à capital britânica com a família, de uma plataforma de observação da Tate Modern, à altura do 10.º andar. A criança caiu num telhado do 5.º andar, cerca de 30 metros mais abaixo, e sofreu uma hemorragia cerebral e fraturas na coluna, braços e pernas, tendo passado alguns meses nos cuidados intensivos.

Jovem que empurrou criança de museu em Londres condenado a 15 anos de prisão
O jovem britânico que empurrou uma criança de uma varanda do museu Tate Modern de Londres em agosto de 2019 foi hoje condenado a 15 anos de prisão por um tribunal londrino.  Em dezembro, durante o seu julgamento no tribunal criminal de Old Bailey, na capital do Reino Unido, Jonty Bravery (na foto), com 17 anos na altura do incidente, declarou-se culpado de empurrar a criança de seis anos do 10.º andar do museu. O incidente deu-se a 04 de agosto, quando o adolescente britânico empurrou a criança francesa, que se encontrava de visita à capital britânica com a família, de uma plataforma de observação da Tate Modern, à altura do 10.º andar. A criança caiu num telhado do 5.º andar, cerca de 30 metros mais abaixo, e sofreu uma hemorragia cerebral e fraturas na coluna, braços e pernas, tendo passado alguns meses nos cuidados intensivos.