INCM apresenta moeda comemorativa dos 600 anos do Descobrimento das ilhas da Madeira e do Porto Santo

A Imprensa Nacional – Casa da Moeda (INCM) vai apresentar a moeda comemorativa "600 anos do Descobrimento das ilhas da Madeira e do Porto Santo", a última obra do artista plástico Júlio Pomar, que interpreta numa moeda corrente de 2 euros,...

INCM apresenta moeda comemorativa dos 600 anos do Descobrimento das ilhas da Madeira e do Porto Santo
A Imprensa Nacional – Casa da Moeda (INCM) vai apresentar a moeda comemorativa "600 anos do Descobrimento das ilhas da Madeira e do Porto Santo", a última obra do artista plástico Júlio Pomar, que interpreta numa moeda corrente de 2 euros, um dos maiores feitos da história dos Descobrimentos Portugueses protagonizado pelos navegadores Tristão Vaz Teixeira, Bartolomeu Perestrelo e João Gonçalves Zarco. A sessão de apresentação vai realizar-se no dia 8 de julho, às 21h30, na Praça do Fórum Machico, região onde a história da Madeira começou. O evento vai contar com um debate sobre a importância histórica da Moeda e qual o seu futuro, e que contará com a presença do Vice-Presidente do XII Governo Regional da Madeira, Pedro Bettencourt Calado, do Presidente do Conselho de Administração da Imprensa Nacional-Casa da Moeda, Gonçalo Caseiro e do Presidente da Comissão Executiva das Comemorações dos 600 anos, Guilherme Silva. O debate será seguido do concerto "Saudades do Max", onde vários cantores vão relembrar os êxitos do famoso cantor e poeta Madeirense. A face nacional da moeda corrente comemorativa que assinala este importante marco histórico é da autoria de Júlio Pomar, tratando-se assim de uma das últimas criações plásticas deste incontornável artista, que nos deixou uma obra ímpar, não só no campo da pintura, mas também do desenho, da escultura, da cerâmica e da literatura.