Heroína apreendida na Madeira representa um quinto do total capturado no País em 2019

A detenção de uma mulher em flagrante delito na posse de 10 quilogramas de heroína no Aeroporto da Madeira é a maior apreensão desta droga no arquipélago. Conforme já noticiado, a Polícia Judiciária anunciou hoje ter desmantelado "um circuito relevante" de abastecimento de droga à Região Autónoma da Madeira, detendo uma mulher em flagrante delito na posse de 10 quilogramas de heroína. "Trata-se da maior apreensão de heroína registada na Região Autónoma da Madeira, sendo a quantidade apreendida suscetível de corresponder a aproximadamente 120.000 doses individuais", refere o comunicado. De acordo com o Expresso, segundo dados do Relatório Anual de Segurança Interna (RASI), os 10 quilos de heroína representam quase um quinto do total capturado em Portugal no ano passado. As autoridades portuguesas apreenderam, em 2019, 46 quilos, o que representou um decréscimo de quase 50% das apreensões em relação ao ano anterior. Recorde-se que em causa está a “Operação Pico Ruivo”, levada a cabo pela Polícia Judiciária (PJ) através do Departamento de Investigação Criminal da Madeira e desencadeada no passado fim de semana, após uma investigação de quatro meses. A detida foi presente às autoridades judiciárias competentes, para interrogatório, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva. As investigações prosseguem a cargo da Polícia Judiciária.

Heroína apreendida na Madeira representa um quinto do total capturado no País em 2019
A detenção de uma mulher em flagrante delito na posse de 10 quilogramas de heroína no Aeroporto da Madeira é a maior apreensão desta droga no arquipélago. Conforme já noticiado, a Polícia Judiciária anunciou hoje ter desmantelado "um circuito relevante" de abastecimento de droga à Região Autónoma da Madeira, detendo uma mulher em flagrante delito na posse de 10 quilogramas de heroína. "Trata-se da maior apreensão de heroína registada na Região Autónoma da Madeira, sendo a quantidade apreendida suscetível de corresponder a aproximadamente 120.000 doses individuais", refere o comunicado. De acordo com o Expresso, segundo dados do Relatório Anual de Segurança Interna (RASI), os 10 quilos de heroína representam quase um quinto do total capturado em Portugal no ano passado. As autoridades portuguesas apreenderam, em 2019, 46 quilos, o que representou um decréscimo de quase 50% das apreensões em relação ao ano anterior. Recorde-se que em causa está a “Operação Pico Ruivo”, levada a cabo pela Polícia Judiciária (PJ) através do Departamento de Investigação Criminal da Madeira e desencadeada no passado fim de semana, após uma investigação de quatro meses. A detida foi presente às autoridades judiciárias competentes, para interrogatório, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva. As investigações prosseguem a cargo da Polícia Judiciária.