Grupo Sousa acaba com o ferry no próximo ano

O vice-presidente do Governo Regional confirma hoje que a ENM (Empresa do Grupo Sousa) rescindiu o contrato do próximo há dois meses. A carta de rescisão foi enviada pelo Empresa de Navegação Marítima ao Governo Regional a 20 de setembro, dois...

Grupo Sousa acaba com o ferry no próximo ano
O vice-presidente do Governo Regional confirma hoje que a ENM (Empresa do Grupo Sousa) rescindiu o contrato do próximo há dois meses. A carta de rescisão foi enviada pelo Empresa de Navegação Marítima ao Governo Regional a 20 de setembro, dois dias antes das eleições regionais, noticia hoje o DN. A mesma notícia explica o teor da missiva enviada há cerca de dois meses mas cujo conteúdo era ainda desconhecido. O operador madeirense alega que não pode continuar a suportar os prejuízos de operação e suspende ao fim do segundo de três anos de contrato.  A carta foi enviada diretamente ao vice-presidente Pedro Calado que explica hoje ao DN que teve conhecimento da mesma a 24 de setembro, na terça-feira a seguir às eleições. Calado também recorda que a possibilidade de rescisao de contrato está previsto no acordo. Apesar dos esclarecimentos hoje divulgados, a verdade é que os mesmos não chegaram no debate parlamentar no programa de governo, quando o executivo já sabia do teor da carta e não deu disso conhecimento aos deputados, afirmando que havia apenas uma pergunta do operador a questionar se se mantinha a proposta de ferry o ano inteiro admitida pelo primeiro-ministro. Neste momento, essa explicação também parece convencer o Governo Regional. O vice-presidente compreende que, havendo a promessa de ferry todo o ano, o Grupo Sousa tenha desistido de uma operação deficitária. E o mesmo acontece com o Governo Regional que agora fica à espera do cumprimento da promessa do Governo de António Costa.