Filipe Lobo d’Ávila vai integrar direção de Rodrigues dos Santos

O futuro líder do CDS-PP Francisco Rodrigues dos Santos vai ter como vice-presidente Filipe Lobo d’Ávila, que foi um dos seus adversários na corrida à liderança do partido. A informação foi avançada hoje de manhã à Lusa por fonte ligada à candidatura...

Filipe Lobo d’Ávila vai integrar direção de Rodrigues dos Santos
O futuro líder do CDS-PP Francisco Rodrigues dos Santos vai ter como vice-presidente Filipe Lobo d’Ávila, que foi um dos seus adversários na corrida à liderança do partido. A informação foi avançada hoje de manhã à Lusa por fonte ligada à candidatura de Rodrigues dos Santos. A mesma fonte referiu que a direção de Rodrigues dos Santos vai contar com sete vice-presidentes, mais três do que a anterior direção liderada por Assunção Cristas. Além de Lobo d’Ávila também serão vice-presidentes os ex-deputados Sílvio Cervan e António Carlos Monteiro, Francisco Laplaine de Guimarães, dirigente da Juventude Popular (JP), Miguel Barbosa, antigo presidente da concelhia do Porto, e Artur Lima, líder do CDS dos Açores. Às 10:15 ainda não eram conhecidas as listas aos órgãos nacionais do partido que vão estar a votação este domingo no Parque de Exposições de Aveiro onde decorre o 28.º congresso do CDS para eleger o sucessor de Assunção Cristas. Na última madrugada, Francisco Rodrigues dos Santos, que viu a sua moção ser a mais votada pelo congresso, adiantou que iria apresentar listas aos órgãos nacionais que “espelhem o pluralismo interno”. Falando aos jornalistas pouco depois de ter sido anunciado que a moção que apresentou ao congresso foi a mais votada, tendo contado com 46,4% dos votos, o até agora líder da JP apontou que, a partir de agora, conta com João Almeida e Lobo d’Ávila, bem como “com todos os militantes do CDS que decidiram integrar essas duas moções de estratégia global”.