EUA mobilizam sistema de mísseis "Patriot" para o Iraque

 Os Estados Unidos mobilizaram vários sistemas de mísseis “Patriot” no Iraque para proteger as suas tropas no país, após ataques com mísseis balísticos do Irão, disseram fontes militares norte-americanas citadas pela Agência France-Presse (AGP) Segundo as fontes citadas pela AFP, que pediram para não serem identificadas, Washington pediu a Bagdad permissão para implementar este sistema de mísseis, na sequência dos ataques de Teerão, em janeiro, que causaram vários feridos na base aérea iraquiana de Ain al-Assad, onde ainda permanecem centenas de militares dos EUA. Ainda não está confirmada a autorização por parte do Iraque, confirmaram fontes de ambos os países. Na semana passada, as autoridades iraquianas deram conta de que os Estados Unidos tinham enviado este sistema de mísseis “Patriot” para o país sem acordo prévio de Bagdad. Alguns destes mísseis estão em Ain al-Assad há cerca de uma semana, garantiram as mesmas fontes. Os restantes foram enviados para Erbil, no Iraque, e para o Curdistão – região que compreende porções dos territórios iraquiano, iraniano, turco e sírio. Uma eventual imposição por parte dos EUA na instalação destes mísseis no Iraque poderá aumentar as tensões entre os dois países. O homicídio do general iraniano Qassem Soleimani, em janeiro, aumentou as tensões entre Washington e Teerão, ao qual se seguiram várias retaliações de ambas as partes.

EUA mobilizam sistema de mísseis "Patriot" para o Iraque
 Os Estados Unidos mobilizaram vários sistemas de mísseis “Patriot” no Iraque para proteger as suas tropas no país, após ataques com mísseis balísticos do Irão, disseram fontes militares norte-americanas citadas pela Agência France-Presse (AGP) Segundo as fontes citadas pela AFP, que pediram para não serem identificadas, Washington pediu a Bagdad permissão para implementar este sistema de mísseis, na sequência dos ataques de Teerão, em janeiro, que causaram vários feridos na base aérea iraquiana de Ain al-Assad, onde ainda permanecem centenas de militares dos EUA. Ainda não está confirmada a autorização por parte do Iraque, confirmaram fontes de ambos os países. Na semana passada, as autoridades iraquianas deram conta de que os Estados Unidos tinham enviado este sistema de mísseis “Patriot” para o país sem acordo prévio de Bagdad. Alguns destes mísseis estão em Ain al-Assad há cerca de uma semana, garantiram as mesmas fontes. Os restantes foram enviados para Erbil, no Iraque, e para o Curdistão – região que compreende porções dos territórios iraquiano, iraniano, turco e sírio. Uma eventual imposição por parte dos EUA na instalação destes mísseis no Iraque poderá aumentar as tensões entre os dois países. O homicídio do general iraniano Qassem Soleimani, em janeiro, aumentou as tensões entre Washington e Teerão, ao qual se seguiram várias retaliações de ambas as partes.