Espetáculo ‘Snow Queen’ eleva Natal no Funchal de 13 a 18 de dezembro

O espetáculo musical ‘Snow Queen’ (A Rainha do Gelo) vai estar em cena no Teatro Municipal Baltazar Dias entre 13 e 18 de dezembro, prometendo elevar a época natalícia no Funchal com uma produção e elenco de luxo, equipa esta 100% composta...

Espetáculo ‘Snow Queen’ eleva Natal no Funchal de 13 a 18 de dezembro
O espetáculo musical ‘Snow Queen’ (A Rainha do Gelo) vai estar em cena no Teatro Municipal Baltazar Dias entre 13 e 18 de dezembro, prometendo elevar a época natalícia no Funchal com uma produção e elenco de luxo, equipa esta 100% composta por talentos madeirenses ou a residir na Madeira. ‘Snow Queen’, apresentado esta manhã no Teatro Baltazar Dias, surge de uma adaptação do conto de Hans Christian Andersen, que inspirou, ao longo dos anos, várias adaptações, tais como o fenómeno ‘Frozen’. É uma das maiores produções que o Teatro recebeu este ano, contando com Ricardo Araújo como produtor executivo, Juliana Andrade como diretora artística, encenadora e coreógrafa, Carolina Caldeira como guionista, Márcio Faria como compositor e Ricardo Lapa como cenógrafo e figurinista. Do elenco fazem parte Vânia Fernandes, Diana Duarte, Tiago Sena Silva e Ricardo Brito. Este espetáculo, que conta com o JM como ‘media partner’, toma um ponto de vista “fora do comum”, não sendo apenas dirigido a crianças, e abrangendo assim tanto a luz e a cor como também a sombra e o frio, conforme realçou Carolina Caldeira, na apresentação. Juliana Andrade, por sua vez, sublinhou que este será o resultado de um trabalho partilhado, que exige muita preparação e coordenação constante entre a direção artística, o guião e a composição. Explica que o projeto nasceu através da criação de dois mundos. Um mundo focado num minimalismo que, por sua vez, é mais colorido, com a “simplicidade e humildade” que carateriza as personagens ‘Tomás’ e ‘Maria’, de Tiago Sena Silva e Diana Duarte, e, por outro lado, o mundo da “exuberância” de Vânia Fernandes enquanto Rainha do Gelo, que contrasta com o casal com uma “ausência de cor completa”. Já o narrador, Ricardo Brito, “tem um poder de contextualizar e manipular e questionar a história”. A estes juntam-se as criaturas, os oito bailarinos, e os músicos, que auxiliam e muito na criação deste universo mágico. Na ocasião, Madalena Nunes, vereadora na Câmara Municipal do Funchal que tem o pelouro da Cultura, salientou que este projeto condensa em si a filosofia de trabalho da autarquia na área cultural, proporcionando experiências a vários tipos de público. “Fazia muita falta, numa altura de Natal, um espetáculo que envolvesse tantas artes performativas”, afirmou, enaltecendo a importância de parceiros como o JM, que ajudam a na “visibilidade e envolvência da comunidade” no “excelente trabalho que os nossos artistas vão realizando” e que por vezes só atinge pequenos nichos. As sessões estão agendadas para as 21 horas dos dias 13, 14, 17 e 18 de dezembro. No dia 15, decorrem duas sessões, às 10h00 e às 18h00. Os bilhetes para este espetáculo, dirigido a maiores de seis anos, já se encontram à venda na bilheteira do Teatro Baltazar Dias e têm um custo de 10€ para adultos e 5€ para crianças e jovens até os 18 anos.