Doou o rim ao marido, salvou--lhe a vida e desafiou probabilidade de 1 em 100 mil

Lisa e Dan Summers conheceram-se por acaso numa plataforma de relacionamentos, nunca imaginando que viriam a descobrir que são mais compatíveis do que poderiam imaginar. Dan, que tem agora cerca de 30 anos, descobriu uma década antes que tinha...

Doou o rim ao marido, salvou--lhe a vida e desafiou probabilidade de 1 em 100 mil
Lisa e Dan Summers conheceram-se por acaso numa plataforma de relacionamentos, nunca imaginando que viriam a descobrir que são mais compatíveis do que poderiam imaginar. Dan, que tem agora cerca de 30 anos, descobriu uma década antes que tinha problemas nos rins, uma condição que iria mais tarde requerer um transplante, de acordo com o Notícias ao Minuto. "Soube há cerca de dez anos atrás que iria ter problemas algures no futuro. Pensava-se que iria ser por volta dos 50 ou 60 anos, mas afinal foi no passado", indicou. De acordo com os médicos, citados pela CNN, a probabilidade de conseguir um dador compatível é de um em cada 100 mil casos. Sem que nada o fizesse prever, Lisa, a mãe do seu filho, que conheceu online, era compatível. O transplante foi feito com sucesso no passado dia 22 de agosto, num hospital da Califórnia, e foi aceite pelo corpo de Dan, que já se encontra em casa, com a família. "É como estar ao lado de um estranho no comboio, ser compatível comigo e ainda me apaixonar. Havia um sexto sentido de que ia funcionar", afirmou Lisa, de acordo com a mesma fonte. Os Summers são agora vozes ativas pela sensibilização para a doação de rins. "Há poucos dadores e muitos doentes que estão em falência renal. E diálise não é nada divertido", referiu Dan.