Doação de duas mil máscaras à Polícia de Segurança Pública da Madeira

O Comando Regional da Madeira recebeu, esta tarde, duas mil máscaras cirúrgicas doadas pelas empresas ‘CFarma – Centro Farmacêutico da Madeira’, representada por Gonçalo Sousa, e ‘Farmadeira BY Plural’, representada por Pedro Ferreira, ato que contou com a presença do secretário Regional da Saúde e da Proteção Civil, Pedro Ramos.   Os responsáveis das empresas manifestaram que este ato era expressão do reconhecimento e gratidão do importante trabalho da Polícia de Segurança Pública da Madeira, na proteção da população desta Região Autónoma e no combate à pandemia da Covid-19 na Região Autónoma da Madeira. O Comandante do Comando Regional da Madeira, em nome de todos os profissionais da PSP da Madeira e Porto Santo, agradeceu a doação e informou que este material constituirá um reforço para a reposição das máscaras dos “Kits” de proteção individual, existentes em todas as viaturas e em todas as esquadras, sempre que houver necessidade de serem utilizadas pelos seus profissionais.   Reafirmou ainda que é parte da política da PSP na prevenção de contágios desta pandemia, a nível nacional, o uso obrigatório de viseira, sendo o uso complementar das máscaras cirúrgicas e de luvas, distribuídas pela PSP, para situações operacionais concretas em que haja um risco acrescido de contágio para os seus profissionais, como aconteceu em algumas operações relacionadas com o cerco sanitário da freguesia de Câmara de Lobos. Esta política tem-se revelado adequada não se registando, até ao momento, qualquer caso de contágio entre os profissionais do Comando Regional da Madeira. Realçou, do mesmo modo, que o Comando Regional tem gerido todos os equipamentos de prevenção, quer os distribuídos pela PSP, quer os doados por diferentes entidades, de forma muito criteriosa e racional de modo a garantir que os mesmos estejam disponíveis aos seus profissionais sempre que as situações operacionais o aconselhem e que existam “stocks” em quantidade para repor, de imediato, os equipamentos de prevenção usados. Recordou ainda que a PSP foi a primeira instituição a distribuir e usar viseiras de proteção facial de forma generalizada, fora do âmbito hospitalar, e que o uso de tal equipamento em substituição da máscara comunitária está previsto na legislação nacional e nas normas regionais de prevenção da transmissão do Covid-19.   Na intervenção final, Pedro Ramos agradeceu o gesto das empresas ‘CFarma – Centro farmacêutico da Madeira’ e ‘Farmadeira BY Plural’ e transmitiu que “é um merecido reconhecimento pelas várias missões que Polícia de Segurança Pública tem desempenhado na prevenção da pandemia e na fiscalização das medidas decretadas pelas autoridades regionais”. Enalteceu o importante papel das forças de segurança e dos seus profissionais, bem como as respostas dadas pela indústria farmacêutica no combate à pandemia Covid-19.

O Comando Regional da Madeira recebeu, esta tarde, duas mil máscaras cirúrgicas doadas pelas empresas ‘CFarma – Centro Farmacêutico da Madeira’, representada por Gonçalo Sousa, e ‘Farmadeira BY Plural’, representada por Pedro Ferreira, ato que contou com a presença do secretário Regional da Saúde e da Proteção Civil, Pedro Ramos.   Os responsáveis das empresas manifestaram que este ato era expressão do reconhecimento e gratidão do importante trabalho da Polícia de Segurança Pública da Madeira, na proteção da população desta Região Autónoma e no combate à pandemia da Covid-19 na Região Autónoma da Madeira. O Comandante do Comando Regional da Madeira, em nome de todos os profissionais da PSP da Madeira e Porto Santo, agradeceu a doação e informou que este material constituirá um reforço para a reposição das máscaras dos “Kits” de proteção individual, existentes em todas as viaturas e em todas as esquadras, sempre que houver necessidade de serem utilizadas pelos seus profissionais.   Reafirmou ainda que é parte da política da PSP na prevenção de contágios desta pandemia, a nível nacional, o uso obrigatório de viseira, sendo o uso complementar das máscaras cirúrgicas e de luvas, distribuídas pela PSP, para situações operacionais concretas em que haja um risco acrescido de contágio para os seus profissionais, como aconteceu em algumas operações relacionadas com o cerco sanitário da freguesia de Câmara de Lobos. Esta política tem-se revelado adequada não se registando, até ao momento, qualquer caso de contágio entre os profissionais do Comando Regional da Madeira. Realçou, do mesmo modo, que o Comando Regional tem gerido todos os equipamentos de prevenção, quer os distribuídos pela PSP, quer os doados por diferentes entidades, de forma muito criteriosa e racional de modo a garantir que os mesmos estejam disponíveis aos seus profissionais sempre que as situações operacionais o aconselhem e que existam “stocks” em quantidade para repor, de imediato, os equipamentos de prevenção usados. Recordou ainda que a PSP foi a primeira instituição a distribuir e usar viseiras de proteção facial de forma generalizada, fora do âmbito hospitalar, e que o uso de tal equipamento em substituição da máscara comunitária está previsto na legislação nacional e nas normas regionais de prevenção da transmissão do Covid-19.   Na intervenção final, Pedro Ramos agradeceu o gesto das empresas ‘CFarma – Centro farmacêutico da Madeira’ e ‘Farmadeira BY Plural’ e transmitiu que “é um merecido reconhecimento pelas várias missões que Polícia de Segurança Pública tem desempenhado na prevenção da pandemia e na fiscalização das medidas decretadas pelas autoridades regionais”. Enalteceu o importante papel das forças de segurança e dos seus profissionais, bem como as respostas dadas pela indústria farmacêutica no combate à pandemia Covid-19.