Dívida do setor empresarial da Madeira diminuiu para 1,2 mil milhões de euros em junho de 2019

A dívida total de Setor Empresarial da Madeira (SERAM) diminuiu 10,4% em junho de 2019, alcançando o valor de 1,24 mil milhões de euros quando comparado com o período homólogo do ano anterior, segundo os dados divulgados hoje pelo relatório...

Dívida do setor empresarial da Madeira diminuiu para 1,2 mil milhões de euros em junho de 2019
A dívida total de Setor Empresarial da Madeira (SERAM) diminuiu 10,4% em junho de 2019, alcançando o valor de 1,24 mil milhões de euros quando comparado com o período homólogo do ano anterior, segundo os dados divulgados hoje pelo relatório trimestral do SERAM. Quanto à dívida financeira, diminui cerca de 132 milhões de euros (-11,5%) e a comercial diminuiu 12,9 milhões de euros (-5,7%). Relativamente à dívida total, as empresas públicas regionais deram o maior contributo com uma redução aproximada de 98 milhões de euros, enquanto as empresas participadas regionais contribuíram com os restantes 48,1 milhões.  Não obstante, refere a mesma fonte que a dívida total encontrava-se a 30 de junho de 2019 concentrada em 87,8% nas empresas públicas regionais e em 12,2% nas empresas participadas regionais. O setor empresarial da Madeira perdeu, no entanto, valor com o ativo a diminuir cerca de 48 milhões de euros (-1,9%), comparativamente ao período homólogo do ano anterior. Em junho deste ano, o ativo do SERAM equivalia a 2,1 mil milhões de euros. Os maiores acréscimos do ativo, face ao período homólogo do ano anterior, foram registados nas seguintes empresas públicas regionais: Empresa de Eletricidade da Madeira (+27.102 milhões de euros), na Águas e Resíduos da Madeira (+2.952 milhões de euros) e no Investimentos Habitacionais da Madeira (+4.814 milhões de euros). Quanto aos maiores decréscimos do ativo, face ao período homólogo do ano anterior, foram assinalados na VIALITORAL (-36,6 milhões de euros), VIAEXPRESSO (-16.003 milhões de euros), e na Administração dos Portos da Região Autónoma da Madeira (-16.6 milhões de euros), duas empresas participadas regionais e uma empresa pública regional. Há, por outro lado, a ressaltar também a diminuição do passivo face ao período homólogo do ano anterior. No final do último trimestre, o conjunto de obrigações do SERAM baixou 90,1 milhões de euros (-4,7%) face ao junho de 2018 e no último trimestre, o valor do passivo fixou-se em 1,6 mil milhões de euros. Na diminuição do passivo, as empresas as empresas públicas regionais contribuíram com um decréscimo de 60,5 milhões de euros (3,6%) e as empresas participadas regionais contribuíram com um decréscimo equivalente a 29,6 milhões de euros (-12,5%). A acrescentar que o resultado líquido agregado do SERAM foi positivo em 7,2 milhões de euros, no final do último trimestre. No período homólogo do ano anterior fora positivo de 2,9 milhões de euros, aumentando 4,3 milhões de euros (+147%).