Diocese do Funchal com algumas restrições

A Diocese do Funchal também ativou o seu "plano de contingência" e apesar de "continuaremos a viver o nosso quotidiano sempre observando as indicações das autoridades sanitárias da Região a este propósito", o momento atual leva a algumas tomadas de posições e algumas restrições por parte da Igreja Católica. Numa nota enviada à nossa redação, assinada pelo bispo do Funchal, a Diocese informa que as Missas continuarão a ser celebradas, bem como todos os atos de culto habituais. O entanto, serão evitadas "as procissões, as celebrações penitenciais próprias da Quaresma e outras atividades extraordinárias que envolvam grande número de fiéis", acrescentando que "em nenhum caso se farão celebrações comunitárias da reconciliação com absolvição geral". Quanto à catequese, a Diocese informa que está supens até novas orientações.

Diocese do Funchal com algumas restrições
A Diocese do Funchal também ativou o seu "plano de contingência" e apesar de "continuaremos a viver o nosso quotidiano sempre observando as indicações das autoridades sanitárias da Região a este propósito", o momento atual leva a algumas tomadas de posições e algumas restrições por parte da Igreja Católica. Numa nota enviada à nossa redação, assinada pelo bispo do Funchal, a Diocese informa que as Missas continuarão a ser celebradas, bem como todos os atos de culto habituais. O entanto, serão evitadas "as procissões, as celebrações penitenciais próprias da Quaresma e outras atividades extraordinárias que envolvam grande número de fiéis", acrescentando que "em nenhum caso se farão celebrações comunitárias da reconciliação com absolvição geral". Quanto à catequese, a Diocese informa que está supens até novas orientações.