Covid-19: NOS diz que tráfego de dados da rede fixa subiu 70%

A NOS refere que o tráfego de dados na rede fixa registou um crescimento "na ordem dos 70%" entre 16 e 22 de março, comparativamente às semanas anteriores, com o maior pico às 19:00, disse hoje à Lusa fonte da operadora de telecomunicações. No pico, cerca das 19:00, a operadora liderada por Miguel Almeida refere que o tráfego cresce 35%. Já "o tráfego de voz residencial fixa registou um aumento de 133%, com o período de maior utilização a registar-se também pelas 19:00, com um crescimento de 142% à hora de pico", adianta a operadora de telecomunicações. No que se refere ao tráfego de dados móvel, este subiu 45%, com o período de maior utilização a verificar-se entre as 21:00 e as 23:00, altura em que o consumo sobe 41%. "O tráfego de voz móvel registou um crescimento de 41%, com o período de maior utilização a registar-se entre as 16:00 e as 20:00, crescendo 30% à hora de pico", refere. No consumo de televisão não linear, a subida foi de 13%, com o período de maior utilização a "registar-se no horário noturno", quando cresce 16%. Este aumento resulta do confinamento das pessoas em casa, estando a maior delas em teletrabalho, devido ao estado de emergência para mitigar a propagação da pandemia da covid-19.

Covid-19: NOS diz que tráfego de dados da rede fixa subiu 70%
A NOS refere que o tráfego de dados na rede fixa registou um crescimento "na ordem dos 70%" entre 16 e 22 de março, comparativamente às semanas anteriores, com o maior pico às 19:00, disse hoje à Lusa fonte da operadora de telecomunicações. No pico, cerca das 19:00, a operadora liderada por Miguel Almeida refere que o tráfego cresce 35%. Já "o tráfego de voz residencial fixa registou um aumento de 133%, com o período de maior utilização a registar-se também pelas 19:00, com um crescimento de 142% à hora de pico", adianta a operadora de telecomunicações. No que se refere ao tráfego de dados móvel, este subiu 45%, com o período de maior utilização a verificar-se entre as 21:00 e as 23:00, altura em que o consumo sobe 41%. "O tráfego de voz móvel registou um crescimento de 41%, com o período de maior utilização a registar-se entre as 16:00 e as 20:00, crescendo 30% à hora de pico", refere. No consumo de televisão não linear, a subida foi de 13%, com o período de maior utilização a "registar-se no horário noturno", quando cresce 16%. Este aumento resulta do confinamento das pessoas em casa, estando a maior delas em teletrabalho, devido ao estado de emergência para mitigar a propagação da pandemia da covid-19.