Covid-19: Madrid fecha todos os parques devido à aglomeração de pessoas

A Câmara de Madrid decidiu fechar todos os parques da capital devido à aglomeração de pessoas registadas durante a manhã de hoje, segundo fontes municipais, que especificaram que encerramento será às 16:00 locais (15:00 em Lisboa). Durante a manhã, a polícia municipal usou um megafone para informar os cidadãos que estavam em alguns dos maiores parques da cidade, como a Casa de Campo ou o Parque Juan Carlos I, que deveriam permanecer em casa. Fontes municipais explicaram que o encerramento vai afetar todos os parques da cidade e não apenas aqueles que geralmente são fechados quando há episódios de vento forte – que são El Retiro, El Capricho, Jardines de Sabatini, Rosaleda del Parque del Oeste, Juan Carlos I, Juan Pablo II, Fuente del Berro, los Molinos e Torre Arias. A aglomeração de pessoas nos parques não ocorreu apenas na capital, mas em várias áreas naturais da região, como La Pedriza, onde agentes florestais denunciaram que os seus estacionamentos estavam cheios de carros de visitantes e pediram que todos os cidadãos deixassem as áreas de lazer das montanhas. O Ministério do Meio Ambiente espanhol apelou mais uma vez à "responsabilidade", pedindo aos madrilenos que fiquem em casa porque essa é "a melhor das recomendações de saúde". O novo coronavírus responsável pela pandemia de Covid-19 foi detetado em dezembro, na China, e já provocou mais de 5.500 mortos em todo o mundo. O número de infetados ultrapassou as 143 mil pessoas, com casos registados em mais de 135 países e territórios, incluindo Portugal. A Organização Mundial de Saúde declarou que o epicentro da pandemia provocada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2) se deslocou da China para Europa, onde se situa o segundo caso mais grave, o da Itália. Em Espanha, já morreram 121 pessoas e há mais de quatro mil infetados.

Covid-19: Madrid fecha todos os parques devido à aglomeração de pessoas
A Câmara de Madrid decidiu fechar todos os parques da capital devido à aglomeração de pessoas registadas durante a manhã de hoje, segundo fontes municipais, que especificaram que encerramento será às 16:00 locais (15:00 em Lisboa). Durante a manhã, a polícia municipal usou um megafone para informar os cidadãos que estavam em alguns dos maiores parques da cidade, como a Casa de Campo ou o Parque Juan Carlos I, que deveriam permanecer em casa. Fontes municipais explicaram que o encerramento vai afetar todos os parques da cidade e não apenas aqueles que geralmente são fechados quando há episódios de vento forte – que são El Retiro, El Capricho, Jardines de Sabatini, Rosaleda del Parque del Oeste, Juan Carlos I, Juan Pablo II, Fuente del Berro, los Molinos e Torre Arias. A aglomeração de pessoas nos parques não ocorreu apenas na capital, mas em várias áreas naturais da região, como La Pedriza, onde agentes florestais denunciaram que os seus estacionamentos estavam cheios de carros de visitantes e pediram que todos os cidadãos deixassem as áreas de lazer das montanhas. O Ministério do Meio Ambiente espanhol apelou mais uma vez à "responsabilidade", pedindo aos madrilenos que fiquem em casa porque essa é "a melhor das recomendações de saúde". O novo coronavírus responsável pela pandemia de Covid-19 foi detetado em dezembro, na China, e já provocou mais de 5.500 mortos em todo o mundo. O número de infetados ultrapassou as 143 mil pessoas, com casos registados em mais de 135 países e territórios, incluindo Portugal. A Organização Mundial de Saúde declarou que o epicentro da pandemia provocada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2) se deslocou da China para Europa, onde se situa o segundo caso mais grave, o da Itália. Em Espanha, já morreram 121 pessoas e há mais de quatro mil infetados.