Covid-19: Governo da Madeira encerra campos de golfe e de ténis do Porto Santo

A Secretaria Regional de Equipamentos e Infraestruturas (SREI) da Madeira informou hoje que serão encerrados os campos de golfe e de ténis do Porto Santo, em consonância com o plano de contingência relativo à Covid-19. A SREI recorda que "estas duas infraestruturas encontravam-se a funcionar em serviços mínimos", mas depois das medidas anunciadas pelo presidente do Governo Regional "serão fechados até novas orientações". Adianta ainda que qualquer contacto pode ser feito por email ou por telefone para os serviços administrativos destas duas infraestruturas. A SREI recorda que já se encontram fechados, até novas orientações, os seguintes espaços que estão sob a tutela desta Secretaria: Quinta Magnólia, Jardins do Garajau, Parque Temático da Madeira, Centro Desportivo da Madeira, Fórum Machico (auditório) e Centro de Congressos do Porto Santo. Hoje, o Governo Regional da Madeira anunciou o primeiro caso de Covid-19 na região, indicando que se trata de uma cidadã holandesa que se encontrava de férias na ilha. O surto começou na China, em dezembro, e espalhou-se por mais de 145 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia. Depois da China, que regista a maioria dos casos, a Europa tornou-se o epicentro da pandemia, com mais 67 mil infetados e pelo menos 2.684 mortos. A Itália, com 2.158 mortos registados até segunda-feira (em 27.980 casos), a Espanha, com 491 mortos (11.191 casos) e a França, com 148 mortos (6.663 casos), são os países mais afetados na Europa. Face ao avanço da pandemia, vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras. Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou hoje número de casos confirmados de infeção para 448, mais 117 do que na segunda-feira, dia em que se registou a primeira morte no país. Dos casos confirmados, 242 estão a recuperar em casa e 206 estão internados, 17 dos quais em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI). O boletim divulgado pela DGS assinala 4.030 casos suspeitos até hoje, dos quais 323 aguardavam resultado laboratorial. Das pessoas infetadas em Portugal, três recuperaram. De acordo com o boletim, há 6.852 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde. Atualmente, há 19 cadeias de transmissão ativas em Portugal, mais uma do que no domingo.

Covid-19: Governo da Madeira encerra campos de golfe e de ténis do Porto Santo
A Secretaria Regional de Equipamentos e Infraestruturas (SREI) da Madeira informou hoje que serão encerrados os campos de golfe e de ténis do Porto Santo, em consonância com o plano de contingência relativo à Covid-19. A SREI recorda que "estas duas infraestruturas encontravam-se a funcionar em serviços mínimos", mas depois das medidas anunciadas pelo presidente do Governo Regional "serão fechados até novas orientações". Adianta ainda que qualquer contacto pode ser feito por email ou por telefone para os serviços administrativos destas duas infraestruturas. A SREI recorda que já se encontram fechados, até novas orientações, os seguintes espaços que estão sob a tutela desta Secretaria: Quinta Magnólia, Jardins do Garajau, Parque Temático da Madeira, Centro Desportivo da Madeira, Fórum Machico (auditório) e Centro de Congressos do Porto Santo. Hoje, o Governo Regional da Madeira anunciou o primeiro caso de Covid-19 na região, indicando que se trata de uma cidadã holandesa que se encontrava de férias na ilha. O surto começou na China, em dezembro, e espalhou-se por mais de 145 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia. Depois da China, que regista a maioria dos casos, a Europa tornou-se o epicentro da pandemia, com mais 67 mil infetados e pelo menos 2.684 mortos. A Itália, com 2.158 mortos registados até segunda-feira (em 27.980 casos), a Espanha, com 491 mortos (11.191 casos) e a França, com 148 mortos (6.663 casos), são os países mais afetados na Europa. Face ao avanço da pandemia, vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras. Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou hoje número de casos confirmados de infeção para 448, mais 117 do que na segunda-feira, dia em que se registou a primeira morte no país. Dos casos confirmados, 242 estão a recuperar em casa e 206 estão internados, 17 dos quais em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI). O boletim divulgado pela DGS assinala 4.030 casos suspeitos até hoje, dos quais 323 aguardavam resultado laboratorial. Das pessoas infetadas em Portugal, três recuperaram. De acordo com o boletim, há 6.852 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde. Atualmente, há 19 cadeias de transmissão ativas em Portugal, mais uma do que no domingo.