Covid-19: Faculdade de Medicina da Universidade do Porto suspende aulas

As aulas da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) estão suspensas, anunciou aquela instituição de ensino, que vai procurar “mitigar” o impacto desta decisão nos seus alunos. O comunicado da Universidade do Porto foi divulgado...

Covid-19: Faculdade de Medicina da Universidade do Porto suspende aulas
As aulas da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) estão suspensas, anunciou aquela instituição de ensino, que vai procurar “mitigar” o impacto desta decisão nos seus alunos. O comunicado da Universidade do Porto foi divulgado poucas horas após o Centro Hospitalar Universitário de São João (CHUSJ) ter comunicado que tinha recomendado à FMUP “a suspensão das atividades que exigem a presença física dos alunos ou docentes, promovendo abordagens de ensino à distância”. O CHUSJ comunicou também a suspensão de “todas as atividades de formação, nomeadamente aulas, estágios ou visitas de estudo” com a participação de profissionais daquele centro hospitalar ou realizadas nas suas instalações. “Ainda de acordo com a referida deliberação do Conselho de Administração do CHUSJ, todos os estudantes da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto estão, desde já, interditos de circular no edifício do Hospital de São João”, alertou o comunicado da UP. Uma nota do CHUSJ anunciava ainda que estavam suspensas “as atividades da Associação de Voluntariado do Hospital de São João e das associações com fins sociais (nomeadamente: Liga dos Amigos do Hospital de São João, Fundação Infantil Ronald MacDonald, Fundação do Gil, Acreditar – Associação de Pais e Amigos de Crianças com Cancro, Operação Nariz Vermelho – Associação de Apoio à Criança, Associação Nuvem Vitória, Bebes de São João)”. Adicionalmente, estão suspensas as visitas a doentes, como havia sido decidido pela Direção-Geral da Saúde e pelo Ministério da Saúde. A ministra da Saúde, Marta Temido, e a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, anunciaram, no sábado, numa conferência de imprensa conjunta, que as visitas a hospitais, lares e estabelecimentos prisionais da região Norte foram suspensas temporariamente devido à epidemia Covid-19 e recomendaram o adiamento de eventos sociais. Também no domingo, a UP já havia referido que as instalações partilhadas do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) e da Faculdade de Farmácia vão permanecer encerradas até 20 de março. Portugal regista 30 casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus, que causa a doença Covid-19. Estão sob vigilância das autoridades de saúde 447 pessoas por contactos com infetados. Todos os pacientes com o novo coronavírus estão hospitalizados. Do total de doentes, 18 são homens e 12 são mulheres. A epidemia de Covid-19 foi detetada em dezembro, na China, e já provocou cerca de 3.800 mortos entre mais de 109 mil pessoas infetadas numa centena de países e territórios. Das pessoas infetadas, cerca de 60 mil já recuperaram.