Covid-19: EUA voltam a ultrapassar Itália em número de mortos

Os Estados Unidos da América são o país mais afetado pela pandemia da covid-19, com 19.701 mortos, ultrapassando a Itália, segundo dados divulgados hoje pela Universidade Johns Hopkins. De acordo com as últimas atualizações, há ainda a registar 515 mil casos de infeções confirmados nos Estados Unidos, que se tornam o foco central da pandemia a nível global. Atualmente, a Itália regista 19.468 mortes e 152.271 pessoas infetadas com o novo coronavírus, de acordo com a contagem feita pela Universidade Johns Hopkins, seguindo-se Espanha com 16.353 mortos e 161.852 infetados. Na sexta-feira, numa conferência de imprensa, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que irá acompanhar e "ouvir com muita atenção" os assessores para a área da saúde pública, mas voltou a dizer que quer retomar o ritmo da economia quanto antes. A administração de Trump tinha feito uma estimativa entre 100 mil e 240 mil vítimas mortais por causa da covid-19, mas esta semana o cálculo baixou para cerca de 60 mil mortes.

Covid-19: EUA voltam a ultrapassar Itália em número de mortos
Os Estados Unidos da América são o país mais afetado pela pandemia da covid-19, com 19.701 mortos, ultrapassando a Itália, segundo dados divulgados hoje pela Universidade Johns Hopkins. De acordo com as últimas atualizações, há ainda a registar 515 mil casos de infeções confirmados nos Estados Unidos, que se tornam o foco central da pandemia a nível global. Atualmente, a Itália regista 19.468 mortes e 152.271 pessoas infetadas com o novo coronavírus, de acordo com a contagem feita pela Universidade Johns Hopkins, seguindo-se Espanha com 16.353 mortos e 161.852 infetados. Na sexta-feira, numa conferência de imprensa, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que irá acompanhar e "ouvir com muita atenção" os assessores para a área da saúde pública, mas voltou a dizer que quer retomar o ritmo da economia quanto antes. A administração de Trump tinha feito uma estimativa entre 100 mil e 240 mil vítimas mortais por causa da covid-19, mas esta semana o cálculo baixou para cerca de 60 mil mortes.