Covid-19: Espanha teve até agora 11.178 pessoas infetadas dos quais 491 morreram

A Espanha registou 11.178 casos de coronavírus desde o início do surto, dos quais 491 morreram e 1.098 foram curados, anunciou hoje o diretor do Centro de Coordenação de Alertas e Emergências Sanitárias do Ministério da Saúde espanhol. Segundo Fernando Simón, a Comunidade de Madrid continua a ser a região com mais casos de pessoas infetadas, com 4.165 casos, o que representa 43% do total nacional. Até há pouco, a região de Madrid tinha mais de 50% dos casos diagnosticados, mas a percentagem tem diminuído à medida que outras regiões, como a Catalunha (1.394), estão a registar um aumento dos casos. Madrid e Catalunha são agora responsáveis por 56% de todos os casos detetados. Do número total de 11.178 casos, 1.098 pessoas foram dadas como curadas, havendo 5.136 hospitalizados e 563 em unidades de cuidados intensivos. Fernando Simón alertou que a desaceleração do crescimento das infeções deve ser tomada com cautela, já que poderia ser devido a "pequenas mudanças nas definições de casos" e adiantou que, "nos próximos dois ou três dias, será avaliada “com mais precisão". O coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou cerca de 170 mil pessoas, das quais 6.850 morreram. Das pessoas infetadas em todo o mundo, mais de 75 mil recuperaram da doença. O surto começou na China, em dezembro, e espalhou-se por mais de 140 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia. Depois da China, que regista a maioria dos casos, a Europa tornou-se o epicentro da pandemia, com quase 60 mil infetados e pelo menos 2.684 mortos, o que levou vários países a adotarem medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Covid-19: Espanha teve até agora 11.178 pessoas infetadas dos quais 491 morreram
A Espanha registou 11.178 casos de coronavírus desde o início do surto, dos quais 491 morreram e 1.098 foram curados, anunciou hoje o diretor do Centro de Coordenação de Alertas e Emergências Sanitárias do Ministério da Saúde espanhol. Segundo Fernando Simón, a Comunidade de Madrid continua a ser a região com mais casos de pessoas infetadas, com 4.165 casos, o que representa 43% do total nacional. Até há pouco, a região de Madrid tinha mais de 50% dos casos diagnosticados, mas a percentagem tem diminuído à medida que outras regiões, como a Catalunha (1.394), estão a registar um aumento dos casos. Madrid e Catalunha são agora responsáveis por 56% de todos os casos detetados. Do número total de 11.178 casos, 1.098 pessoas foram dadas como curadas, havendo 5.136 hospitalizados e 563 em unidades de cuidados intensivos. Fernando Simón alertou que a desaceleração do crescimento das infeções deve ser tomada com cautela, já que poderia ser devido a "pequenas mudanças nas definições de casos" e adiantou que, "nos próximos dois ou três dias, será avaliada “com mais precisão". O coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou cerca de 170 mil pessoas, das quais 6.850 morreram. Das pessoas infetadas em todo o mundo, mais de 75 mil recuperaram da doença. O surto começou na China, em dezembro, e espalhou-se por mais de 140 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia. Depois da China, que regista a maioria dos casos, a Europa tornou-se o epicentro da pandemia, com quase 60 mil infetados e pelo menos 2.684 mortos, o que levou vários países a adotarem medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.