Covid-19: Áreas exteriores do Hospital Central do Funchal vão ser desinfetadas

As áreas circundantes ao edifício do Hospital Central do Funchal vão ser desinfetadas na segunda-feira, no âmbito das medidas de contenção da pandemia de covid-19, informou hoje o Serviço de Saúde da Madeira (Sesaram). "Esta medida de contenção da proliferação do vírus no Hospital [Central do Funchal] Dr. Nélio Mendonça é realizada em parceria com a empresa Extermínio", refere o Sesaram, em comunicado, indicando que será feita a "atomização" das áreas exteriores com um virucida homologado pela Direção-Geral da Saúde. O Sesaram explica que a operação vai decorrer entre as 15:00 e as 17:00, período em que fica interdita a circulação de pessoas e viaturas nas áreas em causa. "De referir que esta operação de desinfestação no Hospital Dr. Nélio Mendonça é da responsabilidade da empresa Extermínio, que gentilmente cedeu a prestação de serviço", refere o comunicado. O Instituto de Administração da Saúde da Madeira (IASAÚDE) elevou hoje para oito o número de casos de covid-19 no arquipélago, indicando que 345 pessoas se encontram em vigilância ativa. O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 271 mil pessoas em todo o mundo, das quais pelo menos 12.000 morreram. Em Portugal, há 12 mortes e 1.280 infeções confirmadas. O país encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril.

Covid-19: Áreas exteriores do Hospital Central do Funchal vão ser desinfetadas
As áreas circundantes ao edifício do Hospital Central do Funchal vão ser desinfetadas na segunda-feira, no âmbito das medidas de contenção da pandemia de covid-19, informou hoje o Serviço de Saúde da Madeira (Sesaram). "Esta medida de contenção da proliferação do vírus no Hospital [Central do Funchal] Dr. Nélio Mendonça é realizada em parceria com a empresa Extermínio", refere o Sesaram, em comunicado, indicando que será feita a "atomização" das áreas exteriores com um virucida homologado pela Direção-Geral da Saúde. O Sesaram explica que a operação vai decorrer entre as 15:00 e as 17:00, período em que fica interdita a circulação de pessoas e viaturas nas áreas em causa. "De referir que esta operação de desinfestação no Hospital Dr. Nélio Mendonça é da responsabilidade da empresa Extermínio, que gentilmente cedeu a prestação de serviço", refere o comunicado. O Instituto de Administração da Saúde da Madeira (IASAÚDE) elevou hoje para oito o número de casos de covid-19 no arquipélago, indicando que 345 pessoas se encontram em vigilância ativa. O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 271 mil pessoas em todo o mundo, das quais pelo menos 12.000 morreram. Em Portugal, há 12 mortes e 1.280 infeções confirmadas. O país encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril.