Comunidade portuguesa em Crawley lamenta morte de emigrante madeirense por Covid-19

Teresa Martins, natural da freguesia de São Jorge, estava emigrada há já muitos anos no Reino Unido. Faleceu esta segunda-feira, vítima de Covid-19, num hospital londrino. O anúncio do seu falecimento foi feito ontem, no final do dia, pela Comunidade Católica Portuguesa em Crawley.  Na publicação, deixada na rede social Facebook, a emigrante madeirense é lembrada com muito carinho, mas também pela sua participação ativa nas atividades promovidas pela comunidade portuguesa residente em Crawley. São dezenas os comentários deixados na página. "É com uma grande tristeza que recebemos a dolorosa notícia do falecimento da nossa querida e grande amiga Teresa Martins. Faleceu hoje às 17h15 depois de muitos meses internada com problemas graves de saúde, acabou por falecer por causa covid-19 sozinha no hospital. Que Deus a receba no eterno descanso e que a sua alma descanse em paz. Bernie e Alex [marido e filho, respetivamente]  nao estão sozinhos pois a comunidade de Crawley irá estar sempre aqui para o que precisarem", pode ler-se na publicação. Algumas horas depois, também a Associação Portuguesa de Crawley lamentou a sua partida nas redes sociais. "É com grande pesar que anunciamos que perdemos hoje uma amiga, que tanta alegria, apoio e vida trouxe à Comunidade Portuguesa aqui em Crawley durante anos. Queremos agradecer, e nesta hora de grande tristeza, dar uma palavra de apoio à família, Bernie e Alex Martins e dizer que estamos cá para vocês, muita força neste momento doloroso. A Teresa será sempre recordada pela grande mulher que foi para toda a comunidade e por todo o trabalho executado com muito profissionalismo e sempre com amor e dedicação. Os nossos sinceros pêsames", escreveu Lino Santos, Presidente da Associação Portuguesa de Crawley. Teresa Martins vivia em Londres desde o final dos anos 90. Era casada com Bernardino Martins e deixa um filho, maior de idade.

Comunidade portuguesa em Crawley lamenta morte de emigrante madeirense por Covid-19
Teresa Martins, natural da freguesia de São Jorge, estava emigrada há já muitos anos no Reino Unido. Faleceu esta segunda-feira, vítima de Covid-19, num hospital londrino. O anúncio do seu falecimento foi feito ontem, no final do dia, pela Comunidade Católica Portuguesa em Crawley.  Na publicação, deixada na rede social Facebook, a emigrante madeirense é lembrada com muito carinho, mas também pela sua participação ativa nas atividades promovidas pela comunidade portuguesa residente em Crawley. São dezenas os comentários deixados na página. "É com uma grande tristeza que recebemos a dolorosa notícia do falecimento da nossa querida e grande amiga Teresa Martins. Faleceu hoje às 17h15 depois de muitos meses internada com problemas graves de saúde, acabou por falecer por causa covid-19 sozinha no hospital. Que Deus a receba no eterno descanso e que a sua alma descanse em paz. Bernie e Alex [marido e filho, respetivamente]  nao estão sozinhos pois a comunidade de Crawley irá estar sempre aqui para o que precisarem", pode ler-se na publicação. Algumas horas depois, também a Associação Portuguesa de Crawley lamentou a sua partida nas redes sociais. "É com grande pesar que anunciamos que perdemos hoje uma amiga, que tanta alegria, apoio e vida trouxe à Comunidade Portuguesa aqui em Crawley durante anos. Queremos agradecer, e nesta hora de grande tristeza, dar uma palavra de apoio à família, Bernie e Alex Martins e dizer que estamos cá para vocês, muita força neste momento doloroso. A Teresa será sempre recordada pela grande mulher que foi para toda a comunidade e por todo o trabalho executado com muito profissionalismo e sempre com amor e dedicação. Os nossos sinceros pêsames", escreveu Lino Santos, Presidente da Associação Portuguesa de Crawley. Teresa Martins vivia em Londres desde o final dos anos 90. Era casada com Bernardino Martins e deixa um filho, maior de idade.