Comissão de inquérito à extração de inertes adia audições por indisponibilidade dos deputados do PS-M

Num comunicado enviado esta tarde a JM, a ALRAM deu conta que “os deputados do PS Madeira com assento na Comissão Eventual de Inquérito ‘À atuação do Governo Regional no que se relaciona com a extração de inertes nas Ribeiras e na Orla Costeira...

Comissão de inquérito à extração de inertes adia audições por indisponibilidade dos deputados do PS-M
Num comunicado enviado esta tarde a JM, a ALRAM deu conta que “os deputados do PS Madeira com assento na Comissão Eventual de Inquérito ‘À atuação do Governo Regional no que se relaciona com a extração de inertes nas Ribeiras e na Orla Costeira da Madeira’ pediram o reagendamento das audições previstas para acontecer esta sexta-feira, dia 21 de fevereiro, devido a indisponibilidade dos deputados socialistas para estarem presentes nas reuniões”.  Amanhã a Comissão Eventual tinha previsto ouvir a Secretária Regional do Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas, e ainda Paula Menezes, ex-diretora regional do Ordenamento do Território, e Amílcar Gonçalves, ex-secretário do Equipamento e Infraestruturas; audições que foram adiadas. Adolfo Brazão, presidente da Comissão Eventual de Inquérito ‘À atuação do Governo Regional no que se relaciona com a extração de inertes nas Ribeiras e na orla Costeira da Madeira’, deu conta esta tarde do requerimento do Grupo Parlamentar do PS, que entrou nos Serviços hoje, bem como do despacho, o qual se transcreve: “Atendendo à hora comunicada impossibilidade de comparência dos/as Senhores/as Deputados/as do PS, no dia agendado para as Audições, por si requeridas, defiro o pretendido apenas e tão só no que concerne ao adiamento das mesmas, ficando o seu reagendamento para data a determinar, após conciliação de agendas, tomando-se, desde já, nota das datas em que, tais deputados estarão impedidos. Comunique-se aos membros da Comissão, às entidades a inquirir e à comunicação social com indicação da razão do adiamento”.