CMF avança com nova acessibilidade em São Roque

A Câmara Municipal do Funchal  (CMF) aprovou, hoje, por unanimidade,  a abertura de um concurso para uma nova acessibilidade em São Roque, na zona da vereda da Cova. Vinte habitações mais ou menos isoladas terão acesso a uma acessibilidade...

CMF avança com nova acessibilidade em São Roque
A Câmara Municipal do Funchal  (CMF) aprovou, hoje, por unanimidade,  a abertura de um concurso para uma nova acessibilidade em São Roque, na zona da vereda da Cova. Vinte habitações mais ou menos isoladas terão acesso a uma acessibilidade através de um projeto que vem já de há alguns anos mas que tem enfrentado dificuldades na cedência de terrenos para a sua concretização. Foram expropriadas as últimas parcelas necessárias e a obra deverá avançar ainda este ano. Foi aprovada, também por unanimidade, a criação de um concurso para o logótipo do Plano Municipal da Juventude, terminado que está o inquérito sobre o modo de sentir a cidade. Participaram 1200 jovens no inquérito, conforme sublinhou o presidente da Câmara Municipal do Funchal. Agora, resta criar o logótipo do Plano que visa fomentar a participação de ideias para a Juventude do concelho. O prémio ao vencedor é de mil euros e prevê ainda uma viagem a Bruxelas e à Assembleia da República. Miguel Silva Gouveia, presidente da Autarquia, referiu que a Câmara aprovou o abate de pombos, com a captura no verão e abate previsto na DGAV. Jorge Vale, do PSD, criticou tudo aquilo que está  acontecer com a Frente MarFunchal, sobretudo o facto de ter sido o presidente da Câmara a avançar com um auditoria à empresa. Isto depois de o PSD ter pedido o mesmo há mais de um ano. Ana Rita Gonçalves, do CDS, questionou a Autarquia sobre o que está a ser feito para evitar o contágio pelo coronavírus.