Chega defende taxa sobre viaturas poluentes no Porto Santo

"O desembarque no Lobo Martinho, foi cerca das 10h30, à espera estava a estrutura local, que passou a conhecer pessoalmente o presidente do Partido, André Ventura. À chegada estavam algumas bicicletas à nossa espera, (respeitando a vontade...

Chega defende taxa sobre viaturas poluentes no Porto Santo
"O desembarque no Lobo Martinho, foi cerca das 10h30, à espera estava a estrutura local, que passou a conhecer pessoalmente o presidente do Partido, André Ventura. À chegada estavam algumas bicicletas à nossa espera, (respeitando a vontade de uma ilha verde) e fomos de seguida recebendo algumas informações sobre os problemas da ilha, depois de termos conhecimento do antigo projeto da marina, nunca concluído, do estado de abandono do penedo do sono, e da duvidosa produção de algas, fomos até ao Pato Bravo para um café e os primeiros contactos com a população, onde ouvimos em (voz baixa) alguns pescadores", refere o comunicado do partido.  "Aqui é assim, quem fala alto vai para a lista negra" desabafa um pescador. "Seguimos de seguida para o centro da cidade onde abordamos várias pessoas. Ouvimos de tudo um pouco. "Os da mão fechada é que não, não abrem a mão". No largo das palmeiras uma senhora piscou o olho e disse força, esta terra eles querem oferecer aos Sousas, mas esta terra é dos Melins, dos Vasconcelos, dos Perestrelos e outros mas dos Sousas não é, os senhores têm largado para a cabeça vou votar no senhor. Continuamos pela cidade onde almoçamos num restaurante local, o dono do restaurante ao ver a nossa chegada de bicicleta disse que as pessoas que vêm passar o verão e trazem o seu carro deveriam pagar uma taxa diária, com o qual concordou o cabeça de lista Miguel Teixeira de imediato, se a ilha é para ser verde, que se taxe viaturas poluentes, os elétricos ficariam isentos, a tarde continua com uma ida ao espírito Santo, lapeira, Camacha onde vamos visitar o museu particular do Cardina seguindo para a serras de dentro e de fora", acrescenta a nota.