Centenas de pessoas juntam-se em Lisboa para lembrar que racismo é crime, não opinião

Centenas de pessoas, perto de quinhentas, segundo a organização, juntaram-se hoje no Largo Camões, em Lisboa, por uma sociedade mais justa, contra os discursos de ódio e para lembrar que racismo não é opinião, mas um crime. A concentração,...

Centenas de pessoas juntam-se em Lisboa para lembrar que racismo é crime, não opinião
Centenas de pessoas, perto de quinhentas, segundo a organização, juntaram-se hoje no Largo Camões, em Lisboa, por uma sociedade mais justa, contra os discursos de ódio e para lembrar que racismo não é opinião, mas um crime. A concentração, planeada por 65 organizações antifascistas nacionais e estrangeiras, fez-se na Praça Luís de Camões, por volta das 14h30, mas a manifestação começou algum tempo antes, no Largo do Rossio, pelas 13:00, sendo que entre um sítio e outro estiveram presentes mais de duas mil pessoas, segundo a organização. Na Praça Luís de Camões, mesmo no coração de Lisboa, ouviram-se gritos de ordem contra o líder do movimento de extrema-direita Nova Ordem Social, Mário Machado, contra o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, ao mesmo tempo que eram visíveis cartazes com frases como “25 de Abril Sempre! Fascismo Nunca Mais!”, “Não Passarão” ou “Os imigrantes ficam, saiam vocês”.