Caniço com média de 300 eleitores a votar por mesa até ao final da manhã

O ato eleitoral na freguesia do Caniço decorreu, até ao final desta manhã de eleições presidenciais, com boa afluência na ida às urnas quando se podia prever o contrário devido a todas as condicionantes da situação de pandemia. Milton Teixeira, presidente da Junta de Freguesia do Caniço, afirmou ao JM que a localidade está com “médias de quase 300 votos por mesa” o que, nestas circunstâncias, “é muito bom”. Numa ronda pelas escolas do Caniço que estão hoje a acolher mesas de voto, Milton Teixeira diz ter constatado que “tudo está a decorrer dentro da normalidade”. As filas em frente às várias secções são aparentemente longas em alguns casos, mas o tempo de espera para votar é de muito poucos minutos. Apesar de estar tudo a correr como previsto, o presidente de Junta refere que há sempre algumas reclamações, muito devido ao facto de “as pessoas não estarem acostumadas a pesquisar a sua mesa de voto, nem no site do recenseamento, nem através de SMS”.

Caniço com média de 300 eleitores a votar por mesa até ao final da manhã
O ato eleitoral na freguesia do Caniço decorreu, até ao final desta manhã de eleições presidenciais, com boa afluência na ida às urnas quando se podia prever o contrário devido a todas as condicionantes da situação de pandemia. Milton Teixeira, presidente da Junta de Freguesia do Caniço, afirmou ao JM que a localidade está com “médias de quase 300 votos por mesa” o que, nestas circunstâncias, “é muito bom”. Numa ronda pelas escolas do Caniço que estão hoje a acolher mesas de voto, Milton Teixeira diz ter constatado que “tudo está a decorrer dentro da normalidade”. As filas em frente às várias secções são aparentemente longas em alguns casos, mas o tempo de espera para votar é de muito poucos minutos. Apesar de estar tudo a correr como previsto, o presidente de Junta refere que há sempre algumas reclamações, muito devido ao facto de “as pessoas não estarem acostumadas a pesquisar a sua mesa de voto, nem no site do recenseamento, nem através de SMS”.